VÍDEO EXCLUSIVO: Polícia persegue e prende dupla na BR 364 após atirar em cachorro e roubar Hilux de vítima

A dupla tinha como objetivo chegar até Guajará-Mirim, e atravessar o veículo para Bolívia, onde seria trocada por cocaína e armas...

0
550

Gabriel Lucas Maia Queiroz, 18 anos e Roniele Alves Mota, 19 anos, foram presos nesta madrugada na BR 364 após ao distrito de Jaci-paraná, ocupando uma caminhonete modelo Hilux do Ano, que eles haviam roubado no final da noite de quinta-feira (06), em uma residência localizada na Avenida Imigrantes, Bairro Costa e Silva, região Norte de Porto Velho.

De acordo com informações da própria vítima, uma mulher de 40 anos, ela estava chegando em sua residência ocupando uma caminhonete, quando entrou na casa foi rendida pelos dois suspeitos que de arma em punho anunciaram o roubo exigindo o veículo da vítima, um cachorro da raça rottweiler partiu pra cima dos bandidos para defender a mulher e um dos suspeitos atirou na cabeça do animal, em seguida fugiram levando o veículo e os pertences da vítima.

A mulher percebeu quando um carro modelo gol de cor preto também deixou o local e logo acionou a Polícia Militar que através do rastreador do veículo se deslocaram para a BR 364 sentido Rio Branco/AC. Os suspeitos arrancaram o rastreador e continuaram a fuga pelo ramal Santa Rita que passa por trás da base do 45 da PRF,  que sai próximo de Jaci-paraná.

Uma guarnição da PM que já estava retornando bateu de frente com a dupla no veículo e começou o acompanhamento, onde foi dada ordem de parada e os mesmos pararam e se entregaram. Dentro do veículo foi achado um revólver calibre 38 com cinco munições intactas e uma pistola que estava dentro do veículo que pertence ao marido da vítima.

Questionados, eles relataram que iriam levar a caminhonete até Guajará-Mirim, pois já teria alguém lhes esperando para fazer a atravessia dela para o país Boliviano e seria trocada por cocaína e armas. Diante dos fatos eles receberam voz de prisão e foram trazidos para central de flagrantes na capital. O cachorro da vítima passou por cirurgia e não corre o risco de morrer.