Toffoli suspende portaria de Moro que ampliava poder da PRF

Medida foi questionada por entidade classista, que apontou inconstitucionalidade e "usurpação de função pública"

15
443

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, concedeu, nesta quinta-feira (16/01/2020), uma medida liminar para suspender portaria do ministro da Justiça, Sergio Moro, que autorizava a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operações conjuntas em rodovias federais e “áreas de interesse da União”. O pedido de cautelar foi feito na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6296, proposta pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

Toffoli deferiu a medida e abriu vistas à Advocacia-Geral da União (AGU) e à Procuradoria-Geral da República (PGR), para que, em seguida, o ministro relator do caso no STF, Marco Aurélio Mello, decida.

As operações conjuntas de que trata a portaria poderiam ser feitas com o Ministério Público, com a Receita Federal e com os órgãos integrantes do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) e seriam possíveis, além de nas rodovias, em “áreas de interesse da União”. A participação se daria em caráter operacional, nos casos de investigação de infrações penais e na execução de mandatos judiciais.

Ao pedir a suspensão da portaria, a ADPF argumentou que operações investigativas são de competência da Polícia Federal (PF) e, portanto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estaria se desviando da sua função de cuidar das estradas federais para “usurpar função pública”. Isso feriria, para a entidade classista, o artigo 144 da Constituição Federal (CF), que determina que a PRF se destina ao “patrulhamento ostensivo das ferrovias federais”.

Na decisão, Toffoli concorda e avalia, ainda, que Moro usurpou as funções do Congresso Nacional ao mudar atribuições da PRF sem aprovação de lei específica. “A pretexto de estabelecer diretrizes para a participação da Polícia Rodoviária Federal em operações conjuntas (…) o Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública incursionou por campo reservado ao Congresso Nacional. As atribuições da Polícia Rodoviária Federal devem ser veiculadas não em portaria, mas em lei, nas acepções formal e material, como se infere da Carta Maior”, escreveu.

15 COMENTÁRIOS

  1. Hi, i read your blog from time to time and i own a similar one and i was just curious if you get a lot of spam comments? If so how do you reduce it, any plugin or anything you can recommend? I get so much lately it’s driving me mad so any support is very much appreciated.

  2. Hey there! Do you know if they make any plugins to assist with Search Engine Optimization? I’m trying to get my blog to rank for some targeted keywords but I’m not seeing very good gains. If you know of any please share. Thanks!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here