Motorista de guincho é morto durante assalto à oficina no Centro de Manaus

Emanuel Macário, 41, foi morto no início da tarde desta terça-feira (6), durante um assalto em uma oficina localizada na avenida Lourenço da Silva Braga, no Centro de Manaus

0
75
Um motorista de guincho, identificado como Emanuel Macário, 41, foi morto no início da tarde desta terça-feira (6), durante um assalto em uma oficina localizada na avenida Lourenço da Silva Braga, no Centro, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o Delegado Plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Delegado Daniel Vezzani, a vítima chegou na oficina em um carro guincho por volta das 12h30, com o seu colega de trabalho, identificado como Kevin Barbosa, 20.

Kevin desceu do veículo e ao entrar no local foi abordado por quatro suspeitos, que o levaram para uma cozinha dentro da oficina. Emanuel permaneceu no guincho e foi baleado pelos suspeitos. O parceiro de Emanuel ouviu disparos de arma de fogo, foi correndo até o local e encontrou Emanuel caído no chão, informou Vezzani.

O parceiro da vítima informou que ao chegarem no local, ele já tinha observado que os suspeitos estavam queimando fios no igarapé que fica próximo a oficina. “Eles estavam no igarapé queimando fios, vieram na minha direção, apontaram duas armas para mim, levei um soco nas costas e depois me arrastaram pra cozinha” informou.

Os polícias militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), informaram que Emanuel estava usando uma farda antiga da Policia Militar, e os suspeitos podem ter o confundido com um policial.

De acordo com os familiares que estavam no local, a vítima prestava serviços há muitos anos para a polícia militar.

A mãe de Emanuel, dona Socorro Corrêa, 58, informou que o filho completou 41 anos no dia 1º deste mês, e que era uma pessoa trabalhadora “Meu filho trabalhou a vida toda e era muito querido por todos. Fez aniversário dia 1º e deixou uma filha de 14 anos. Estava no local errado na hora errada”.

A Policia Militar chegou ao local com a ocorrência em andamento, mas nenhum dos suspeitos foi preso.

Policiais Militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) informaram que eles conseguiram fugir em uma lancha. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here