Morador de rua é morto com tiro enquanto dormia no bairro da Paz

Populares descreveram o homem como sendo um morador de rua há oito meses, não mexia com ninguém e sempre fazia alguns serviços para os vizinhos

1
385

Um homem, identificado apenas como Diego, com idade aproximada de 25 anos, foi morto na manhã desta quinta-feira (23), por uma dupla que chegou e efetuou um disparo na cabeça enquanto ele dormia. O crime aconteceu em uma Área de Preservação Permanente (APP) do bairro da Paz, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com informações de uma testemunha que não quis se identificar, os criminosos chegaram ao local, na avenida Comandante Carlos Natrot, estacionaram a motocicleta de cor vermelha e placa não identificada, se dirigiram até um casebre improvisado e, ao avistarem alguns usuários de drogas no local, fizeram gesto com a mão para que ficassem em silêncio, apontaram a arma na parte frontal da cabeça da vítima e efetuaram um único disparo. Em seguida, os dois homens fugiram do local sem serem identificados.

“Eu vi tudo. Na hora em que eles chegaram, eu estava aqui no campo. Eles entraram na mata, tinha um ‘coroa’ lá com ele [vítima] fumando. Eles pediram para ele [testemunha] não falar nada e deram o tiro. Ele ainda ficou se mexendo um pouco, mas morreu”, detalhou a fonte.

O homem, que estava ao lado da vítima antes de ela ser assassinada, complementou dizendo que Diego estava “marcado”. “Eles vieram somente atrás dele”, acrescentou a testemunha.

Populares descreveram a vítima como sendo morador de rua há oito meses, que não mexia com ninguém e sempre fazia alguns serviços para os vizinhos, além de catar latinhas para poder sustentar o vício nas drogas.

Um deles acrescentou que o rapaz já chegou a trabalhar com ele em um comércio, mas por conta do vício, desistiu.

Ainda conforme o popular, meses atrás a vítima escapou de um possível homicídio no bairro Redenção, na mesma zona. “Os caras vieram atrás dele e deram cinco tiros, mas nenhum pegou. Ele saiu pulando o muro do condomínio aqui próximo. Ele cometia alguns furtos e, da última vez, o pessoal deu uma surra nele”, explicou, enfatizando que Diego tinha uma filha de três anos, que mora com a mãe dele na Redenção.

O Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) identificou um único disparo de arma de fogo, suficiente para matar o jovem.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) irá investigar as circunstâncias do homicídio, para chegar aos possíveis autores. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

1 COMENTÁRIO

  1. naturally like your website however you have to take a look at the spelling on quite a few of your posts. Several of them are rife with spelling issues and I find it very troublesome to inform the reality on the other hand I will definitely come again again.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here