Integrante do Ministério Publico de Cacoal recebe forte ataques na tribuna da Câmara municipal de Cacoal; Vídeo

O Ministério público de Cacoal não tem se manifestado quanto as acusações por parte do vereador a um dos seus integrantes.

0
167

 

Porto Velho – Na cidade de Cacoal o Ministério Publico recebe fortes ataques em especial um de seus membros, o vereador Mário Angelino Moreira –  conhecido como JABÁ MOREIRA (PROS) utilizou a tribuna da Câmara Municipal na última segunda feira e com discurso inflamado, desancou, atacou e acusou o promotor público Marcos Ranolfo que atua no município.  

O vereador fez uso de adjetivos como,  prevaricação, politicagem, fofoqueiro, infeliz, irresponsável  e ainda, acusou o integrante do Ministério Público de fazer uso de suas atribuições de participar na “Tenda da Safadeza”, quando da visita do governador Marco Rocha  e sua comitiva na campanha do Drive-thru da saúde na realização dos testes do Covid 19 que ocorreu em Cacoal  na data de 15 junho  no Espaço Alternativo Beira Rio 

Vários juristas consultados pelo site, afirmaram que, a “imunidade” de opinião que indicam alguns caber ao parlamentar mirim, de certo, não firma guarida em nenhum parlamento,  a denunciação caluniosa e tão pouco o que faz previsão o Código Penal no que diz respeito a injúria, calúnia e difamação (arts. 138, 139 e 140 CP).  

Portanto, diz a maioria dos consultados que, uma vez promovido a ação correspondente pelo ofendido, a Casa de Leis não deve manter dentre seus membros aquele que, tanto por crimes tipificados no Código Penal e pela falta de decoro parlamentar, devendo  receber procedimento de perda do mandato, sob pena da Casa de Leis exteriorizar sua imagem para o seu povo que representa que não tem interesse em separar o joio do trigo, fazendo parte, todos, da mesma safra. 

O Ministério público de Cacoal não tem se manifestado quanto as acusações por parte do vereador a um dos seus integrantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here