Connect with us

Brasil

Inscritos no CadÚnico serão selecionados todo mês para Auxílio Brasil

Hora1 Rondônia

Publicado

em

Cadastro é principal instrumento para inclusão no programa

Principal ferramenta do governo para incluir famílias de baixa renda em programas sociais, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) também será usado para garantir o acesso ao Auxílio Brasil, programa social que paga a primeira parcela no dia 17. Todos os meses, o Ministério da Cidadania selecionará novos beneficiários para o programa, desde que os dados estejam atualizados.

Apesar de ser pré-requisito para o novo programa social, a inscrição no CadÚnico não representa garantia de que a família passará a receber o Auxílio Brasil. Apenas significa que ela está incluída em uma lista de reserva do programa, que será ampliado à medida que o governo tenha recursos no Orçamento. Os escolhidos todos os meses serão comunicados oficialmente pelo Ministério da Cidadania.

As informações deverão ser atualizadas a cada dois anos, mesmo que não haja mudança de dados. Caso haja alterações na família, a atualização deve ser feita o mais depressa possível. Isso se aplica em situações como novo endereço; aumento ou diminuição de renda; mudança de escola de filhos crianças ou adolescentes; alterações nos documentos do responsável pelo domicílio; nascimentos, mortes, chegada e saída de pessoas no domicílio.

Todos os anos, o governo federal convoca as famílias com dados desatualizados a alterar os cadastros. As prefeituras, que têm autonomia para operar o cadastro, também podem fazer a convocação. A chamada ocorre por cartas, telefonemas ou mensagens em extratos bancários. Por meio do aplicativo Meu CadÚnico, o cidadão pode acessar seus dados, acompanhar a situação do cadastro e imprimir comprovantes.

A atualização deve ser feita presencialmente, em um Centro de Atendimento de Referência Social (Cras) ou em postos de atendimento do CadÚnico, mas alguns municípios oferecem meios eletrônicos para a atualização dos dados. Os endereços dos Cras em cada município estão no sitedo Ministério da Cidadania. Famílias que não atualizem as informações por mais de quatro anos serão excluídas do cadastro.

Podem inscrever-se no Cadastro Único famílias que ganham, por mês, até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550), tenham renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3,3 mil), pessoas que moram sozinhas ou que vivem em situação de rua (só ou com a família). Caso a família receba mais de três salários mínimos, a inscrição só será permitida se as demais condições forem atendidas, mas apenas se o cadastro for vinculado à inclusão em programas sociais federais, estaduais ou municipais.

Como se inscrever

A inscrição no CadÚnico é realizada somente em postos do Cras ou em postos do Cadastro Único e do antigo Programa Bolsa Família na cidade onde a pessoa de baixa renda mora. Esses estabelecimentos são administrados pelas prefeituras. Geralmente, o processo é presencial, exigindo a ida do cidadão a esses locais, mas, por causa da pandemia de covid-19, alguns municípios abriram a possibilidade de cadastramento por telefone ou pela internet.

Só pode se inscrever no CadÚnico pessoas com pelo menos 16 anos. O cidadão deve ter Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou título de eleitor em seu nome e ser preferencialmente mulher. O responsável pela família deve levar pelo menos um desses documentos para cada membro da família: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho, título de eleitor ou registro administrativo de nascimento indígena (Rani), caso a pessoa seja indígena.

Quem não tiver documentação ou registro civil pode inscrever-se no Cadastro Único, mas só poderá ter acesso a programas sociais após apresentar os documentos necessários. No caso de quilombolas e indígenas, os responsáveis familiares estão dispensados de apresentar o CPF ou título de eleitor, caso não o tenham, mas devem levar pelo menos um dos documentos de identificação mencionados anteriormente.

Etapas seguintes

Após a apresentação dos documentos, um funcionário da prefeitura entrevistará o responsável familiar, para conferir os dados e traçar o perfil da família. A conversa pode ser registrada em formulário de papel ou pelo computador, no Sistema de Cadastro Único. Caberá ao entrevistador social entregar o formulário preenchido ou impresso, pedir a assinatura do responsável familiar e fornecer um comprovante de cadastramento.

O Sistema de Cadastro Único verificará se as pessoas da família têm um Número de Inscrição Social (NIS). Caso não o tenham, o sistema gerará um número em até 48 horas. O NIS é necessário para a participação em todos os programas sociais.

Caso o Cras ou os demais pontos de atendimento não queiram fazer o cadastramento, o cidadão pode fazer uma denúncia à Ouvidoria do Ministério da Cidadania. Basta ligar para o telefone 121.

 

 

 

FONTE: Agência Brasil

Edição: Nádia Franco

Dê a sua opinião!

Brasil

FATAL: Caminhão bate em carreta, motorista é arremessado e morre na hora

Hora1 Rondônia

Publicado

em

O acidente aconteceu na tarde desta segunda-feira (06), em Sorriso.

Uma pessoa, identidade não divulgada, morreu na tarde desta segunda-feira (06) em acidente entre um caminhão prancha e uma carreta na BR-163, no município de Sorriso (420 km de Cuiabá). Outras três pessoas ficaram feridas.

O acidente aconteceu por volta das 13h10, no km 725. Ainda não há detalhes sobre o acidente.

Segundo informações da Rota do Oeste, concessionária que administra a rodovia, o motorista de um caminhão Volkswagen foi arremessado para fora do veículo e morreu na hora.

A segunda vítima, que também não teve o nome revelado, ficou presa às ferragens, foi socorrida e encaminhada ao hospital.

Outras duas pessoas também estão hospitalizadas.

Por conta do acidente, a pista está totalmente interditada na região. A Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) foi acionada e está no local para dar início às investigações técnicas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) auxilia no atendimento da ocorrência. Como há registro de morte, a Polícia Civil também será acionada.

 Até a publicação desta reportagem, a ocorrência seguia em andamento.

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Brasil

VÍDEO: Homem é morto com 43 tiros após show do Gusttavo Lima; Cenas Fortes

Hora1 Rondônia

Publicado

em

Manaus –  Um homem, identificado como Gênesis Nascimento da Costa, de 40 anos de idade, foi brutalmente assassinado com mais de 40 tiros na manhã deste domingo (05), em um posto de combustíveis na avenida Torquato Tapajós, zona Norte de Manaus. Nesta segunda-feira (06), as imagens da câmeras de segurança do estabelecimento foram divulgadas, a fim de localizar os suspeitos.

De acordo com informações de populares, o homem teria se envolvido em uma briga no ”Buteco do Gusttavo Lima”, show do cantor que ocorreu na Arena da Amazônia, e no fim do evento foi perseguido até o posto e assassinado com vários tiros.

Nas imagens, é possível ver o momento em que Gênesis estaciona o carro no posto e em seguida outros três carros aparecem ao lado dele. Do carro vermelho, desce um atirando; do branco, descem dois homens. Os ocupantes do carro preto apenas fica observando tudo e, após o alvo ser executado, os criminosos vão embora juntos.

Policiais militares da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foram acionados para atender a ocorrência e relatam não saber quantas pessoas haviam no veículo que perseguiu a vítima, que estava em um carro modelo EcoSport que foi tomado por bala.

O corpo do homem foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Veja vídeo:

 

FONTE: CM7

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Brasil

Após contato via internet, casal se encontra pessoalmente, ‘se acha feio’ e encontro termina na polícia

Hora1 Rondônia

Publicado

em

Um mulher de 27 anos e um homem, 37, foram presos pela Polícia Militar depois de se desentenderem na noite de sexta-feira (04), no bairro Topázio, em Sorriso (419 km de Cuiabá).

De acordo com a polícia, o casal se conheceu pela internet há dois meses. Após muita conversa e sentimento aflorado, a mulher – que é moradora de Rondonópolis (212 km da Capital) – decidiu viajar mais de 600 quilômetros para conhecer o amado. Ela chegou na cidade do Nortão na quinta-feira (03).

A questão é que os dois não se agradaram com aparência um do outro. Mesmo assim, a mulher foi para casa do rapaz.

Na noite de sexta, ambos começaram a discutir até partir para as vias de fato. Ele teria arranhando e enforcado a mulher.

A Polícia Militar foi acionada e os dois foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil.

(Com informações do JK Notícias)

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Em alta

Mais lidas