Porto Velho, RO – Um encontro no mínimo suspeito chamou a atenção do vereador Everaldo Fogaça na tarde desta quinta-feira 21.10, várias embalagens de álcool gel idêntico ao que ele denunciou às autoridades esta semana, abandonado em uma quadra coberta na periferia da cidade.

A assessoria do vereador filmou e registrou os vasilhames, que estavam no trecho encascalhado da Avenida Calama que dá acesso ao condomínio Cristal da Calama. A caixa de álcool caiu de uma camionete flagrada transportando várias o produto para lugar ignorado.

Outras três caixas foram encontradas caídas vários metros depois, e também caíram da carroceria. O caso do álcool em gel cada dia fica mais suspeito.

“Não posso afirmar que a Prefeitura esteja com má-fé. Mas não posso desconsiderar que algo fora do normal esteja acontecendo. Do momento em que o Corpo de Bombeiros determinou a retirada da carga, esses produtos já deveriam ter sido armazenados em algum lugar apropriado”, ressaltou Fogaça.

A carga é composta por mais de 268,800 mil frascos de 500 ml álcool em gel (hidrogel 70º) e custou mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos e é impróprio para uso humano, além de ser altamente inflamável.

“Fico imaginando o porque a carga de álcool estava senado levada rumo residencial do Cristal da Calama. Tudo o que estou coletando diariamente irei fazer questionamentos e enviar para o Ministério Público e Tribunal de Contas. O mistério dessa carga de álcool precisa ser elucidado”, finalizou.