Connect with us

Brasil

Fique atento aos prazos para realizar a prova de vida no INSS

Hora1 Rondônia

Published

on

Quem não cumprir a exigência terá sanções que podem chegar à suspensão do pagamento de benefícios

Mais de 7,3 milhões de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ainda precisam fazer a prova de vida até dezembro de 2021. Quem não cumprir a exigência terá sanções que podem chegar à suspensão do pagamento de benefícios por falta de atualização cadastral. São servidores aposentados e pensionistas do serviço público federal e anistiados políticos que recebem pelo Regime Próprio de Previdência Social.

Com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de vetar a suspensão da prova de vida até dezembro de 2021, que foi aprovada pelo Congresso, os beneficiários do INSS precisam ficar atentos ao calendário.

O prazo varia conforme o mês em que o recadastramento deveria ter sido feito em 2020. Quem faria a prova de vida em setembro ou outubro de 2020 e ainda não fez a atualização deve realizar o procedimento até o dia 30 de setembro deste ano.

Em outubro, será a vez de quem teria que fazer a comprovação em novembro e dezembro de 2020.​ O segurado não é obrigado a esperar até o mês em que o prazo dele acaba.

A não realização do cadastramento não implica em cancelamento imediato do benefício, antes disso há outras duas etapas: bloqueio e suspensão do pagamento. Durante o mês de setembro, quem teve o benefício bloqueado em junho entra agora na etapa de suspensão. Se ainda assim não atualizar os dados nessa segunda etapa, o benefício será cancelado.

 

 

FONTE: Notícias ao Minuto

Dê a sua opinião!

Brasil

RACHA FATAL: Motociclista de 18 anos sai da pista durante racha e morre ao quebrar o pescoço

Hora1 Rondônia

Published

on

O acidente foi registrado no final da manhã deste domingo (28), em Poconé.

O motociclista José Flávio Germano dos Santos Lira, de 18 anos, morreu no final da manhã deste domingo (28), após perder o controle da direção e sair da pista durante um “racha”, na MT-451, no município de Poconé (104 km de Cuiabá).

O acidente foi registrado por volta das 12h, nas proximidades do Distrito de Chumbo.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima conduzia uma motocicleta Honda e estava disputando um “racha”, quando perdeu o controle da direção e saiu da pista.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Médico Móvel de Urgência) esteve no local do acidente, mas José Flávio já foi encontrado sem vida.

O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil deverá apurar o caso.

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Brasil

TRAGÉDIA DUPLA: Irmãos de 2 e 5 anos morrem afogados durante brincadeira em açude

Hora1 Rondônia

Published

on

A situação aconteceu na tarde de sábado (27), em uma fazenda no município de Nossa Senhora do Livramento.

Dois irmãos, de 2 e 5 anos, morreram afogados na tarde de sábado (27), enquanto brincavam dentro de um açude de uma fazenda, na comunidade de Campo Alegre de Baixo, em Nossa Senhora do Livramento (42 km de Cuiabá).

Segundo informações locais, as crianças estavam brincando na água quando se afogaram. O Corpo de Bombeiros informou que não foi acionado sobre a situação, tendo em vistas que as vítimas foram retiradas da água por testemunhas.

Uma equipe médica do município chegou a ser acionada, mas os meninos já estavam sem vida.

A Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) esteve no local e encaminhou os corpos das crianças para o Instituto Médico Legal (IML).

 

FONTE: REPÓRTER MT

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Brasil

Mulher é presa por matar bebê de 1 ano afogado e simular acidente

Hora1 Rondônia

Published

on

Mulher afogou criança sem que a mãe percebesse e ainda simulou um acidente

A Polícia Civil prendeu uma mulher de 62 anos suspeita de matar um bebê de 1 ano na cidade de Itambacuri, no Vale do Rio Doce, em Minas. Ela estava foragida desde 2015, quando o crime ocorreu, e foi localizada em Coronel Fabriciano, a cerca de 220 quilômetros de Itambacuri.

De acordo com a corporação, as investigações apontam que a mulher afogou o bebê em um local com água nos fundos da casa em que trabalhava. Ela teria agido sem que a mãe da criança percebesse.

Segundo a Polícia Civil, após o crime, a mulher ainda tentou simular um acidente.

A perícia técnica da Polícia Civil, no entanto, concluiu que a causa da morte do bebê foi asfixia por afogamento. Ainda em 2015, a corporação representou pela prisão preventiva da suspeita. Ela fugiu e ficou foragida desde então.

As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Polícia Civil em Itambacuri, e a prisão contou com apoio de policiais do 12º Departamento de Polícia Civil em Ipatinga.

Dê a sua opinião!

Continue Reading

Em alta

Mais lidas