Filho que matou o pai a marteladas em Ji-Paraná, escrevia em seu diário; “Meu pai, minha primeira vítima”

Agora a Polícia Civil deve investigar com detalhes o crime.

0
228

Na tarde deste sábado 23 de janeiro, um crime bárbaro chamou atenção; o filho, um adolescente de apenas 14 anos matou o próprio pai a marteladas na rua dos Mineiros, bairro Urupá, primeiro distrito de Ji-Paraná.

O adolescente possuía um caderno, tipo um diário, onde ele escrevia coisas de seu cotidiano, em uma das folhas, havia uma frase onde ele dizia: “MEU PAI, MINHA PRIMEIRA VÍTIMA”.

O adolescente, morava com a avó, e segundo relatos, quando seu pai bebia, fazia supostas ameaças, brigando com ele, e sua irmã, e até com sua avó.

E na data de ontem, 22 de janeiro, seu pai o chamou para dormir em seu apartamento, no referido endereço, e logo no início da noite seu pai que é guarda de um hotel, foi trabalhar.

Quando amanheceu, aparentemente estava tudo planejado, e durante a tarde, seu pai estava mexendo com alguns documentos, quando de posse de um martelo, o adolescente desferiu vários golpes na cabeça de seu pai que caiu, morrendo em seguida.

Após ter assassinado o pai, o adolescente mesmo com vestígios de sangue, foi para casa da avó e disse que, “acabou, eu matei meu pai”.

De imediato, a avó acionou a Policia Militar, que foi até sua casa, e o adolescente confessou, e levou a Polícia até o local do crime, onde foi constatado a veracidade, e a morte de João Paulo Soares de 69 anos. Agora a Polícia Civil deve investigar com detalhes o crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here