Ex-deputado desmascara Léo Moraes e Jaqueline Cassol sobre abrir mão de aposentadoria especial de parlamentar

“Tem muita gente aí vendendo ilusão pro povo e o povo batendo palma: ‘ah! Abri mão da aposentadoria de deputado federal. Na verdade é muita mentira”, disse o ex-parlamentar

0
743

Porto Velho, Rondônia – Os deputados Léo Moraes (Podemos) e Jaqueline Cassol (PP) estão propagandeando na internet (Facebook) que são diferenciados de outros parlamentares porque teriam aberto mão der uma suposta aposentadoria especial de congressistas.

Membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, Léo Moraes votou a favor da admissibilidade da Proposta de Emenda Constitucional da Reforma da Previdência, combatida pelos sindicatos mais importantes e representativos dos servidores públicos, como Sintero (Educação) e Sindsef (Federais), entre outros, onde o parlamentar já disse ser contra a proposta do Governo Federal, embora, na CCJ da Câmara, tenha votado a favor.

Tanto Léo Moraes quanto Jaqueline Cassol alardeiam nas redes sociais que são contra uma suposta aposentadoria especial dos políticos e que teriam aberto mão do tal privilégio.

Nesta semana, por meio do WhatsApp, o ex-deputado federal Luiz Cláudio (PR) desmascarou Léo Moraes e Jaqueline Cassol, demonstrando que o discurso da dupla não passa de uma grande mentira para enganar os eleitores. No áudio, Luiz Cláudio não cita nominalmente os dois, mas suas críticas têm endereço certo, pois a dupla usou o Facebook para divulgar que teria aberto mão desta suposta aposentadoria especial.

De forma didática, Luiz Cláudio revelou como funciona o sistema de aposentadoria dos congressistas, desmascarando Jaqueline e Léo Moraes.

No áudio do WhatsApp, o ex-parlamentar diz: “Vejo que é muita enganação de alguns deputados federais que entraram agora dizerem que abriram mão da aposentadoria do Congresso, o que leva muita gente a bater palmas para eles. Eu não optei pela aposentadoria do Congresso e vou explicar porque: o parlamentar para se aposentar hoje pelo plano de aposentadoria do Congresso pode optar por esse plano ou pelo INSS”.

Luiz Cláudio prossegue: “Se optar pelo plano de contribuição do Congresso, ele (o parlamentar), paga R$ 3.900,00 por mês. Se optar pelo INSS, ele vai pagar R$ 1.000,00 (mil reais). A maioria opta pelo INSS porque é uma questão de contribuição pequena. Agora, veja bem: Pra você se aposentar pelo Congresso, tem de pagar o plano de contribuição do Congresso, esse valor que eu disse, quase 4 mil reais, e você tem que ter 35 anos de comprovação de serviço público. E a idade mínima é de 60 anos”.

O ex-parlamentara acrescenta: “Se você tiver 60 anos de idade e cumprir o mandato de deputado federal, contribuindo 4 anos e não comprovar os outros 31 anos de contribuição, você não pode se aposentar pelo plano de carreira do Congresso. Aí é que está a coisa: o cara que entra agora, ele não é funcionário público, ele vai pagar 4 anos mas ele não é servidor, nunca pagou Previdência Social, ele vai ter de trabalhar mais 31 anos para se aposentar”.

“ENTÃO AS PESSOAS ESTÃO QUERENDO ENGANAR”

Luiz Cláudio acrescentou: “Então as pessoas estão querendo enganar. E outra coisa: No caso, o cara é funcionário e vira deputado, igual a eu, por exemplo. Eu paguei o plano de carreira do Congresso. Sou funcionário do ex-território. Tenho 37 anos de contribuição. Já tenho tempo suficiente para aposentar pelo ex-território. Eu contribuí quatro anos pelo plano de carreira do Congresso e vou me aposentar se eu quiser pelo Congresso ou vou me aposentar proporcionalmente aos quatro anos , ou seja: isso dá hoje R$ 4.500,00 por mês”.

“TEM MUITA GENTE AÍ VENDENDO ILUSÃO PRO POVO”

Luiz Cláudio prossegue: “Tem muita gente aí vendendo ilusão pro povo e o povo batendo palma: ‘ah! Abri mão da aposentadoria de deputado federal”. Na verdade é muita mentira. Gente que está entrando agora, não é funcionário, tá pensando que vai ficar o quê, 35 anos como deputado e completar 60 anos para poder se aposentar ?”

“ENTÃO É MUITA SACANAGEM QUE EU VEJO AÍ”Encerrando o áudio, Luiz Cláudio completa o desmascaramento dos enganadores: “Então é muita sacanagem que eu vejo aí e o povo (deputados), às vezes pensa que entrou lá, aposenta”.