4 de março de 2021
Início Brasil Empresário é encontrado degolado, amarrado e amordaçado no Tarumã-Açu

Empresário é encontrado degolado, amarrado e amordaçado no Tarumã-Açu

Corpo estava parcialmente envolvido por um pano de rede, com sinais de tortura e um corte profundo no pescoço, além de um cartaz com acusações de venda de drogas

0
195
O empresário José Reginaldo Soares da Silva, 49, foi encontrado morto na noite desta terça-feira (16), no ramal do Petresque, vicinal da estrada da Vivenda Verde, no bairro Tarumã-Açu, na Zona Oeste de Manaus. A vítima estava degolada, amordaçada e com os pés amarrados.

Segundo informações da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os moradores da área seguiram para suas casa, quando encontraram o corpo do homem parcialmente envolvido por um pano de rede, com sinais de tortura e um corte profundo no pescoço.

O recado diz: “Morri porque estava vendendo droga roubada que a Rocam arrocha no Estado”. A reportagem procurou a Polícia Militar para posicionamentos sobre o cartaz e aguarda resposta.

Foi a segunda vez este mês que um corpo é encontrado com recado semelhante. O outro aconteceu no dia 7, quando dois corpos foram encontrados enterrados em uma área verde, atrás da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (Seduc-AM), na rua Waldomiro Lustoza, no bairro Japiim 2, na Zona Sul da capital.

Durante o percurso pela área de difícil acesso, foi encontrada a cabeça de Adonias Cardoso Filho, 42, conhecido como “Gago”, junto a um bilhete escrito: “Morri porque tava vendendo droga roubada pra Rocam”. “Roubaram a droga do CV é sal”.

Em continuidade, as equipes policiais encontraram uma cova com os corpos de Adonias e Esdras Manasses Cavalcante Pinto, 38, vulgo “Maldição”. Este último foi morto por estrangulamento. A dupla já tinha sido presa por tráfico de drogas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here