Connect with us

Interior

DRAMA: Presa transportando cocaína e grávida de 6 meses, boliviana de 24 anos vive situação dramática em Vilhena

Publicado em:

on

Aos 24 anos, a boliviana Rosa Paola Mendez Dorado vive uma saga em Vilhena, desde que foi presa pela PRF, em janeiro deste ano, transportando 6 kg de cocaína. Ela estava em um ônibus que iria de Santa Cruz de La Sierra para Cuiabá (MT), onde passaria a droga para outra pessoa.

Presa, Rosa, que era garçonete em seu país, confessou que estava mesmo traficando. Após a audiência de custódia, ela acabou sendo mandada para a Colônia Feminina, onde ficou por alguns dias, até descobrir que estava grávida.

O advogado da jovem informou à Justiça Federal sobre a gravidez, e o juiz do caso autorizou a liberdade provisória dela. Rosa disse que havia recebido a oferta de outra apenada da Colônia, para ficar na casa de sua mãe.

Ao ir para o local, Rosa acabou sendo vítima de duas tentativas de estupro. Após isso, foi enviada para a Casa do Egresso, mas como o local não oferece estrutura para abrigar uma grávida e os outros que estão ali são homens, o que em tese aumentaria os riscos para ela, sua permanência não foi autorizada.

Rosa, então, combinou com seu advogado se instalar num hotel, já que parentes mandariam dinheiro da Bolívia para custear a estadia dela no estabelecimento.

O familiar que enviava o dinheiro acabou perdendo o emprego e Rosa, novamente, ficou sem ter onde morar. Acabou recendo ajuda de algumas pessoas que se comoveram com sua situação, e bancaram mais alguns dias no hotel.

Agora, grávida de mais de seis meses, a boliviana continua no hotel, mas acumulando dívidas. Ela gasta as poucas doações que recebeu para se alimentar apenas uma vez por dia.

Na tarde de ontem, a Justiça Federal deu a sentença contra a garota, mas o site ainda não teve acesso ao teor da decisão.

Casada e com um filho de pouco mais de 3 anos, que mora com o pai na Bolívia, Rosa vive um dilema: em caso de condenação, ficar aguardando para ver em que local irá cumprir sua pena, ou fugir para a cidade de onde veio.

Faça um comentário

Interior

FATALIDADE: Jovem motociclista morreu tragicamente após ter o corpo esmagado por caminhão

Publicado em:

on

Logo nas primeiras horas da tarde desta quarta feira,(22), a Polícia Rodoviária Federal registrou um grave acidente de trânsito fatal, onde um jovem identificado como Pablo Santana, 22 anos, morreu tragicamente após ter o corpo esmagado por um caminhão boiadeiro na marginal da BR-364, na entrada da Avenida das Mangueiras, Bairro Vista Alegre no município de Cacoal.

Com base as informações de testemunhas, o caminhão boiadeiro e o jovem motociclista seguiam no mesmo sentido, quando ao chegar no referido local o motorista do caminhão boiadeiro abriu um pouco para realizar a conversão, momento em que o motocicleta provavelmente não imaginava que o caminhão retornaria para a direita e o caminhão acabou passando sobre o corpo da vítima.

Uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros chegou com brevidade no local, porém, o jovem já estava sem vida. Uma equipe da Polícia Militar chegou ao local antes da PRF para controlar o tráfego de veículos no local, contendo populares e preservando a área do crime para a realização dos trabalhos da Polícia Técnica.

Após os trabalhos periciais o corpo foi liberado para a funerária de plantão. O motorista do caminhão foi convidado a fazer o teste do bafômetro para fazer a confecção do boletim de ocorrência.

Com informações do site Plantão Central

Faça um comentário

Continue lendo...

Interior

Jovem é executado com tiros após defender a mãe de briga em forró em Ariquemes

Publicado em:

on

Um jovem identificado como Willian dos Santos Vieira, 20 anos, foi executado com vários tiros de pistola na madrugada desta segunda-feira (20), na frente de um bar na Vila do Chapadão, localizado na rua principal do garimpo Bom Futuro, distrito que pertence à comarca de Ariquemes, região do Vale do Jamari.

De acordo com informações transcritas pelos policiais no boletim de ocorrência, a mãe da vítima se envolveu em uma briga dentro de um forró com a namorada do assassinado e logo os segurança colocaram as duas para fora do recinto, sendo que a confusão continuo e Willian tentou separar a briga e o suspeito tomou as dores e travou luta com a vítima.

Depois de serem separados o suspeito saiu na companhia de outros dois elementos e depois de alguns minutos, eles retornaram e o suspeito identificado como Simon de posse de uma pistola efetuou vários tiros contra a vítima que foi atingida, caiu ao solo, agonizou até a morte e na sequência os suspeitos fugiram do local tomando rumo ignorado.

A Polícia Militar recebeu a denúncia e após chegar no local puderam constar o crime de homicídio e solicitaram a perícia e a funerária de Plantão para fazer os trabalhos necessários. Os policiais durante diligências prenderam Simon, onde ele confessou o crime e disse que jogou a arma dentro do rio Baté. Diante dos fatos ele recebeu voz de prisão e foi levado para Unisp de Ariquemes e o corpo removido pela funerária.

Faça um comentário

Continue lendo...

Interior

Homem que matou tio a facadas e construiu churrasqueira sobre o corpo para encobrir o crime é condenado a 17 anos de prisão

Publicado em:

on

Além de concretar a cova, assassino também fez festa no local

Foi levado a júri popular nesta sexta-feira, 17, em Vilhena, o autor de um dos crimes mais bárbaros já registrados na cidade: com 28 anos na época, Jhon Rodrigues do Nascimento assumiu ter matado o próprio tio, Nilton César Santos do Nascimento, de 44 anos, a facadas. O detalhe macabro é que, após o homicídio, dois anos atrás, o assassino enterrou o corpo no quintal, concretou a cova, e construiu uma churrasqueira por cima.

Para justificar a construção de uma churrasqueira no quintal, sob a qual o corpo de Nilton foi encontrado pela Polícia Civil, o sobrinho alegou que iria pedir a companheira em casamento e que queria realizar uma celebração familiar no local. Celebração esta que, de fato, ocorreu sobre o corpo de Nilton.

Ao dar detalhes da crueldade praticada no final do mês de agosto de 2020, o delegado regional da Polícia Civil em Vilhena, Fábio Henrique Campos revelou que o ex-cabeleireiro foi morto pelo familiar com uma facada nas costas e três na região da garganta.

O JURI
Durou quase sete horas a sessão do Tribunal do Júri que analisou a conduta de John Rodrigues do Nascimento, que foi condenado como pedia a denúncia, por homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver.

Na sentença, a juíza Liliane Pegoraro Bilharva, que presidiu o Tribunal do Júri, enfatizou: “em relação à ocultação de cadáver, também são graves, pois o acusado não só ocultou o corpo da vítima. Além de fazer isto,  construiu uma churrasqueira em cima do local e, depois disso, fez um churrasco com familiares”.

Pelo assassinato, John foi condenado a 15 anos e seis meses de reclusão; e pelo crime de ocultação de cadáver mais 1 anos e seis meses. A magistrada aplicou a regra do concurso material e somou as penas. Dessa forma, o acusado teve a pena dosada em 17 anos de prisão em regime fechado. A juíza negou ao réu o direito de recorrer em

Fonte: Folha do Sul

Faça um comentário

Continue lendo...

Em alta