Dr. Neidson apoia Projeto de Extensão apresentado por Liga Acadêmica de Medicina

Maiorquim sinalizou como positiva a aprovação da proposta e disse que agora aguardará o parecer dos responsáveis pelo Barco Hospital.

0
603

Na segunda-feira (19), o deputado Dr. Neidson (PMN) participou de uma reunião na Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para tratar sobre o Projeto de Extensão apresentado pela Liga Acadêmica de Medicina de Família e Comunidade (Lamfc).

A Liga é formada por três academias médicas de Porto Velho, Universidade Federal de Rondônia (Unir), Centro Universitário São Lucas (Unisl) e Faculdades Integradas Aparício Carvalho (Fimca).

Os acadêmicos componentes da Liga foram selecionados a partir de processo seletivo composto por prova que envolveu, entre outros assuntos, a estrutura e a organização do Sistema Único de Saúde (SUS) e as enfermidades mais comuns na rede básica, como hipertensão e diabetes.

O Projeto de Extensão consiste no acompanhamento de acadêmicos de Medicina, membros da Lamfc, durante os atendimentos à população ribeirinha, realizados pelo Barco Hospital Walter Bartolo. De acordo com a proposta da Liga, a presença de um médico preceptor, para conferir e assinar documentos médicos, retirar dúvidas por parte dos acadêmicos e da população e para a realização de procedimentos mais invasivos, é indispensável.

“Trata-se de uma experiência que será vivenciada pelos acadêmicos e que, sem dúvida, contribuirá para difundir conhecimentos e técnicas em áreas específicas da Medicina e que são próprias de algumas comunidades ribeirinhas e indígenas”, defendeu Dr. Neidson.

Os acadêmicos explicaram que o projeto caminha de acordo com a Política Nacional de Atenção Básica, que preconiza a atuação de Equipes da Saúde da Família (ESF) para atendimento nas comunidades ribeirinhas da Amazônia Legal, que devem auxiliar os usuários do sistema de saúde à resolução dos seus problemas.

“Porém não está vinculada esta política, à medida que não se trata de uma ação direta do governo, mas sim de um projeto de extensão de uma liga acadêmica formada por alunos de instituições de ensino de cursos correlacionados com a saúde”, cita o projeto

O secretário da Sesau, Luiz Eduardo Maiorquim verificou junto à equipe do Barco Hospital a possibilidade da parceria da pasta com a Liga Acadêmica. Maiorquim sinalizou como positiva a aprovação da proposta e disse que agora aguardará o parecer dos responsáveis pelo Barco Hospital.

“Vamos aguardar a resposta e esperamos que seja favorável aos alunos que terão a oportunidade de percorrerem pelos rios Mamoré e Guaporé e enriquecer o aprendizado acadêmico ao manter esse contato mais humano com as populações ribeirinhas”, declarou Dr. Neidson.

Fonte: Assessoria