Homem é morto a facadas na frente da mãe; ex-mulher é suspeita de ser mandante do crime

O crime aconteceu em Tamboril do Piauí, cidade a 457 Km ao Sul da Capital. A mãe da vítima reconheceu os dois suspeitos, que entraram na casa sem cobrir o rosto e esfaqueou seu filho

0
822

Um operador de máquinas, Rayambersson Borges de 32 anos, foi morto dentro de casa a golpes de punhal na frente da mãe, em Tamboril do Piauí, a  457 Km ao Sul de Teresina.

A ex-mulher da vítima, Larycia Ribeiro Franco, de 23 anos, com quem teve dois filhos, é suspeita de ser a mandante do crime.

Rayambersson estava na sala com a mãe quando, por volta das 2h da manhã, dois homens invadiram a casa e desferiram os golpes de faca. Um deles atingiu a região do peito.

Segundo a Polícia Civil de Canto do Buriti, a mãe da vítima reconheceu os dois suspeitos, que entraram na casa sem cobrir o rosto. Um deles é menor de idade e foi preso horas depois. O outro é o atual namorado da ex-mulher da vítima.

A ex-esposa de Rayambersson também foi presa em flagrante. Larycia foi presa na casa de um tio.

No dia 7 de outubro Rayambersson registrou um boletim de ocorrência contra Larycia por ameaça de morte, informou o delegado da localidade Yan Brayner.

“Ela é lactante e tem dois filhos com a vítima, um deles de 5 anos e um bebê com menos de um ano. Ela nega em envolvimento mas os indícios são fortes. Há testemunhas que disseram que ela constantemente fazia ameaças”, explicou o delegado de Canto do Buriti Yan Brayner.

O atual namorado de Larycia também foi preso. Michael Antônio da Silva, de 26 anos, é suspeito de ter invadido a casa e esfaqueado o operador de máquinas junto com o menor. Por volta das 11h ele foi encontrado e linchado por populares.

“Por pouco ele não foi morto, graças ao trabalho da polícia que conteve as pessoas e efetuou a prisão”, contou Yan.

Michael teve o rosto desconfigurado, foi atendido e está preso na Delegacia de Canto do Buriti. Larycia e o menor apreendido também aguardam posicionamento da Justiça. Por ser lactante, ela deve ser beneficiada para responder às investigações em liberdade.