Ministério público e Polícia Civil fazem simulação na reconstituição do caso da bebê morta por asfixia na capital

A reconstituição foi acompanhada por um promotor de justiça que acompanha o caso....

0
196

Na manhã desta terça-feira (08), a Polícia Civil e ministério público do Estado de Rondônia fizem a reconstituição do caso da bebê que foi morta asfixiada em uma residência na Rua Geraldo Pataxó, bairro Lagoinha, região leste de Porto Velho.

Um promotor de justiça chegou sendo no local e uma equipe da delegacia de crimes contra a vida (DECCV), que investiga o caso levou os envolvidos sendo a mãe, pai e tio para o local para fazer a simulação produzida pelos próprios suspeitos no momento que encontraram a menina na cama.