Caso Aline: polícia investiga homem que se diz autor do crime

Nas redes sociais, o autor da página afirmou também estar envolvido no assassinato de Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, morta ano passado

0
221

A Polícia Civil está investigando o suposto dono de um perfil em uma rede social que diz ser o autor do homicídio de Aline Dantas, 19 anos, encontrada morta em uma mata na última quarta-feira (11/09/2019), em Alumínio, São Paulo. O homem afirmou também estar envolvido no assassinato de Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12, em junho de 2018, em Araçariguama, São Paulo. As cidades são separadas por cerca de 25 quilômetros.

O dono do perfil enviou diversas mensagens para o pai de Vitória Gabrielly, Beto Vaz. “Fui eu. Matei Aline e Vitória Gabrielly”, escreveu. Em outra publicação, o homem disse: “Ninguém me pegou ano passado. Fui eu que matei Vitória, filha do Beto. Agora vou matar mais uma menina e ninguém vai me pegar”.

O pai de Vitória Gabrielly, Beto se mostrou indignado ao ver as publicações. “Você aí escondido atrás de uma tela, vai pagar, isso não vai ficar barato”, afirmou. Posteriormente, a conta foi apagada da rede social. A polícia mantém as investigações.

Caso Vitória
Vitória Gabrielly Vaz, 12 anos, foi encontrada morta no dia 16 de junho de 2018, após sair de casa para andar de patins na rua, em Araçariguama, interior de São Paulo. A menina ficou desaparecida por oito dias antes de localizarem seu corpo. Para a polícia, ela foi morta por engano ao ser confundida com a irmã de um rapaz que tinha dívida com traficantes da região.