Apenado com tornozeleira eletrônica é encontrado morto à tiros e com as mãos amarradas

A Polícia acredita que a motivação do crime foi a guerra entre facções

0
156

O apenado monitorado por tornozeleira, Francisco Souza da Silva, 35 anos, foi torturado e morto com 5 tiros foi encontrado na tarde de segunda-feira (09), em um ramal no final do residencial Rosa Linda na região do segundo distrito em Rio Branco. Os Agentes Penitenciários do monitoramento receberam um sinal que a tornozeleira do detento Francisco havia sido cortada as 13h30min, por volta das 16h os agentes chegaram no local e encontraram o equipamento jogado em uma área de mata. Ao fazerem um busca na região avistaram o corpo de Souza distante 100 metros da tornozeleira.

Francisco estava com as mãos amarradas, amordaçado e com 5 perfurações de arma de fogo, na cabeça, ombro e rosto. A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas a médica apenas atestou a morte. A área foi isolada pelo Policiais Militares do 2° Batalhão até a chegada dos peritos em criminalística. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavérico.

A Polícia acredita que a motivação do crime foi a guerra entre facções. Francisco cumpria pena pelo crime de tráfico de drogas e havia saído do presídio no dia 20 de agosto. Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações.