UHE Jirau recebe estudantes de engenharia Civil do IFRO

Curso de Engenharia Civil é ofertado pelo IFRO desde 2018 em Porto Velho...

0
186

A Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau recebe estudantes do 3º período de Engenharia Civil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO). O objetivo da visita, que aconteceu em 22 de maio, foi agregar conhecimento e vivência prática aos futuros engenheiros. O Curso de Engenharia Civil é ofertado pelo IFRO desde o primeiro semestre de 2018 em Porto Velho e esta será a primeira turma a se formar na unidade.

A engenheira civil e Professora do IFRO, Monnike do Vale, destacou a importância da atividade. “Nós trouxemos os alunos para fazer a interação da teoria que eles aprendem em sala de aula. A visita é essencial porque traz a experiência interdisciplinar, pois conhecemos não apenas a área de engenharia civil, mas também de engenharia elétrica, segurança de barragens e todo o funcionamento da hidrelétrica.

Os nossos alunos ficaram muito impressionados com a grandiosidade da estrutura”, conta Monnike.
O grupo passou pela Sala de Controle da UHE Jirau, Casa de Força, Subestação Isolada a Gás, Vertedouro Principal, Vertedouro de Troncos, área de montante da Casa de Força e recebeu explicações sobre a geração de energia elétrica.

A Engenheira Civil da ESBR, Jakelline Jard, participou da visita com os estudantes e passou uma mensagem de motivação para o grupo. “Essas aulas de engenharia em campo são muito importantes porque dá uma visão do que o estudante quer galgar para sua carreira, este é o momento de assumir suas responsabilidades nos estudos e ter foco”, disse Jakeline aos estudantes.
Para o visitante Marcelo Resende, a oportunidade de visitar a UHE Jirau serviu de incentivo para investir na profissão. “A receptividade e o atendimento foram ótimos pela oportunidade de poder conversar e tirar as dúvidas com profissionais da Engenharia.

A Usina Jirau é uma mega construção que nos incentiva a continuar o curso e a sonhar em trabalhar em um grande empreendimento como este”, conta o estudante.