Força Tática recupera caminhonete furtada e prende suspeitos que falsificavam dinheiro na zona leste

Ninguém assumiu a autoria do furto veículo...

0
133

No final da tarde de sexta-feira (24), uma equipe da Força Tática do 9° batalhão após receber uma denúncia de que em um quintal de uma residência localizada na Rua Aracari, bairro Três Marias na leste de Porto Velho, havia uma caminhonete SW4 branca abandonada e que poderia ser roubada e que os suspeitos haviam pouco tempo que deixaram o local. Diante das informações os militares se deslocaram para o local onde constataram a denúncia e através de pesquisa foi verificado que havia uma restrição de roubo ou furto que a mesma havia sido furtada na noite de quinta-feira (23), da Rua da Beira, próximo de uma casa de Show que estava com uma atração nacional.

Os policiais pediram apoio da equipe da perícia para fazer os trabalhos de praxe, porém, informaram que eles não poderiam ir até o local devido o mau tempo e por não ter meios de levar o veículo para delegacia especializada de furtos e roubos a caminhonete foi restituída para o proprietário. Uma outra equipe da PM fazendo patrulhamento pela Avenida Rio de Janeiro próximo da Guaporé, avistou dois indivíduos em atitude suspeita, sendo Jefter G. S. P., 18 anos e um adolescente de 12 anos e resolveram fazer a abordagem, sendo que durante a revista pessoal foi localizado a chave e um documento da caminhonete a qual havia sido recuperada.

Jefter foi questionado como havia adquirido a chave e o documento do veículo, o mesmo disse que um elemento conhecido como Renan, lhe pediu para buscar a chave e o documento no estacionamento de um supermercado na Rua Algodoeiro, zona sul da cidade, e recebeu de um suspeito identidicado como sendo Normando F.  C., 38 anos, que lhe prometeram o valor de R$: 2.000 mil, para pegar a caminhonete e levar até o setor chacareiro. Na casa de Jefter foi encontrado uma impressora com inúmeras notas falsas de cédulas da moeda brasileira e vários óculos que estavam dentro da caminhonete.

Dando continuação nas investigações os militares se deslocaram até a zona sul onde Normando foi avistado e durante a abordagem foi encontrado com o mesmo um cigarro de maconha e foi questionado sobre a chave e o documento do veículo, ele apenas disse que seu sobrinho Renan havia lhe entregado para repassar para Jefter. A vitima após ter o veículo furtado postou nas redes sociais que pagaria uma recompensa para quem desse informações sobre o paradeiro da caminhonete, disse ainda que um número restrito ligou várias vezes informando que sabia, no entanto queria o dinheiro da recompensa. O caso foi registrado na central de flagrantes para que sejam adotadas as devidas providências.