WANT’S NAS PROFISSÕES: Academicos do curso de gestão comercial mostram em seminário a chegada da tecnologia 4.0

Acadêmicos da Unama realizaram o seminário...

0
101

No decorrer da noite da última terça-feira (23), acadêmicos do primeiro período do curso de gestão comercial da faculdade Unama apresentaram no auditório do Colégio Classe A, em Porto Velho, o seminário sobre a chegada da tecnologia 4.0 e Want’s nas profissões. As transformações que a tecnologia 4.0 traz para as empresas são inúmeras e assim como as indústrias vão receber tecnologias que permitem um novo tipo de organização e produção, todos os processos relacionados também terão que se adequar a este novo modelo, como o mercado de trabalho não é diferente, os profissionais deverão se preparar para as novas formas de trabalho, como auxílio da tecnologia da indústria 4.0, pensando na adaptação desta transição.

Cada vez mais presentes no nosso cotidiano, os drones estão promovendo um novo fôlego às antigas aplicações de vários segmentos do mercado. Se você olhar para o céu e procurar, certamente vai ver um drone onde antes nem se pensava em algo parecido: eles estão presentes em eventos sociais, contribuem para a divulgação de notícias em tempo real, mas também são usados com bastante eficiência e sucesso na vigilância e nas aplicações agrícolas.

O que são drones?

Os drones são pequenas aeronaves não tripuladas. Surgiram exercendo atividades de vigilância e espionagem para o exército e acabaram encontrando um caminho para o dia a dia em geral. Após um determinado tempo de uso e sucesso em suas missões militares, os drones começaram a ser construídos para atacar, passando a serem fabricados com armamento para combate. Aqui no Brasil, eles também são conhecidos por VANT (veículo aéreo não tripulado), mas a verdade é que ainda não estão totalmente integrados à nossa realidade e, por isso, ainda causam certo estranhamento. Os drones são controlados de modo remoto, como se fossem aqueles aviões de brinquedos que ainda encontramos por aí.

Regras de utilização de drones no Brasil

A diversificação e popularização do uso dos drones, além do aumento surpreendente das vendas das aeronaves no Brasil, fez com que a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) apresentasse, em setembro de 2015, uma proposta para regulamentar a utilização dos VANTs. Essas regulamentações se aplicam aos modelos controlados remotamente em que o piloto possa intervir nas ações do drone. O uso de modelos autônomos, ou seja, que dispensam o piloto, ainda é proibido. Saiba mais sobre as novas regras aqui.

O uso do drone para a agricultura

A versatilidade do drone fez com que ele passasse a ser uma peça fundamental na agricultura. Pelo fato de poder realizar várias funções ao mesmo tempo, além de enviar dados em tempo real, a relação custo x benefício da aeronave acabou por superar as expectativas dos agricultores.
Entre as aplicações dos drones na agricultura estão:

Supervisão e análise das plantações

Certamente um dos usos mais populares e de maior índice de eficiência. Os drones sobrevoam as plantações e são capazes de identificar falhas na plantação, excesso ou falta na irrigação e até o surgimento de pragas que podem colocar boa parte da safra em risco. Os drones podem trabalhar em conjunto com softwares desenvolvidos para analisar as imagens captadas pelas câmeras da aeronave. Além disso, o uso do drone possibilita o acompanhamento do desenvolvimento da safra, possibilitando que a plantação seja fotografada frequentemente e que as fases de crescimento sejam analisadas.

Pulverização próxima à plantação

Protótipos que serão capazes de armazenar até 18 litros de produtos químicos para jogar sobre as plantações já estão em fase de teste. Esse sistema facilitará a pulverização pela proximidade à plantação, além de representar economia por meio da contenção do desperdício.

Áreas de plantio

O uso do drone possibilita que o agricultor possa demarcar as áreas que são mais favoráveis ao plantio, já que a visão do alto capta imagens para serem analisadas e determinadas como ideais. Outra característica do drone é a possibilidade de medir a propriedade, dividindo os espaços para a agricultura e a pecuária, além de delimitar o terreno de maneira correta.

Aplicações de vigilância

Grandes propriedades podem utilizar os drones para identificar e monitorar áreas propensas ao desmatamento, possibilitando a tomada de medidas de segurança. Da mesma forma, o uso dos drones possibilita que sejam identificadas áreas em que novas estradas poderão ser construídas, além de identificar nascentes de água localizadas nos locais de difícil acesso e, também, identificar focos de incêndio, permitindo que o combate seja eficaz e esses focos extinguidos.

Dubai Crown Prince Sheikh Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum is seen inside the flying taxi in Dubai, United Arab Emirates September 25, 2017. REUTERS/Satish Kumar

A vigilância das fronteiras da propriedade também pode ser feita de maneira eficiente pelos drones. As imagens capturadas podem ser combinadas com softwares de reconhecimento facial para a identificação de invasores. As aplicações dos drones não param por aí: na pecuária, eles podem ser usados para a contagem do gado e ajudar na buscar animais perdidos. Qualquer que seja a utilidade, não se pode negar que a tecnologia utilizada nos drones chegou para facilitar a vida cotidiana do agricultor para que não só a análise real de seu trabalho ocorra, mas também a economia com a eliminação de desperdício possa ajudá-lo a prosperar ainda mais.

Acadêmicos da faculdade Unama que realizaram o seminário

Gean Lucas, Pablo, Douglas, Ana Carla, Reinaldo, Deucir, Kennedy, Tainá, Daniela, kássia, Lucia, Alexia, Paulo, Juliana, Vânia, Jeff, Milena, Marcio, Valderir, Julie, Adrian, Bruno e Halisson