Band é condenada por declarações de Boechat contra Kim Kataguiri

Boechat fez em 2017 duras críticas ao MBL, de Kataguiri!

0
141

Nesta terça-feira (23), a Band foi condenada a indenizar em R$ 10 mil o deputado federal Kim Kataguiri por declarações proferidas por Ricardo Boechat em 2017, no qual era contratado da emissora. O jornalista faleceu em em fevereiro deste ano em um acidente de helicóptero.

Segundo informações do site ‘NaTelinha’, no processo consta que Kim Kataguiri afirmou que se sentiu ofendido por uma declaração de Boechat em um programa da Bandnews FM. Na ocasião, o jornalista criticou a posição do Movimento Brasil Livre (MBL), de Kim Kataguiri, por tentar boicotar uma exposição artística patrocinada por um banco, a Queermuseu.

A instituição financeira decidiu retirar o patrocínio da exposição após uma série de críticas nas redes sociais. “O fato de dinheiro público ser usado, por meio da Lei Rouanet, para custear uma exposição ofensiva à fé da maioria da população brasileira merece ser criticada”, afirmou Kim Kataguiri, na época.

Boechat rebateu e detornou: “Então esses idiotas do MBL, que eu não sei nem o que é isso, tem um cara lá como é que chama? O Kim-Jong Un… é parente do Kim-Jong Un ou não? Como é o nome dele? Kim Kataguiri? A Kim-Jong Un Araquiri, esse bobalhão, diz que eles ficaram lá ofendendo as pessoas que estavam na exposição”, disse.

O jornalista morreu antes do julgamento do processo, mas a juíza Cláudia Thome Toni optou pela condenação. Além de ter seu nome como objeto de trocadilhos em tom jocoso, o autor foi chamado de bobalhão, o que mostra a efetiva ofensa a sua honra e imagem, ao contrário do que entende a ré”, afirmou a magistrada.

A Band, porém, não pretende aceitar a decisão judicial e já recorreu. Agora, o processo entra na segunda instância, ainda sem data para conclusão.