5 coisas que ninguém revela a uma mãe de primeira viagem, mas é importante saber

É algo tão forte que fica difícil encontrar palavras para descrever...

0
182

A maioria das mulheres, quando descobre que está grávida do primeiro filho, sente uma emoção inexplicável. É algo tão forte que fica difícil encontrar palavras para descrever. E, a partir daí, começa a correria para deixar tudo pronto para a chegada do bebê.

Mas toda mãe de primeira viagem precisa ficar alerta, porque, no meio de toda esta alegria, há duras verdades que precisam ser encaradas de frente, confira:

Impotência: falam muito sobre a felicidade de ser mãe, mas ninguém conta da impotência que a mulher sentirá, muitas vezes, diante do choro da criança ou das dificuldades do filho para crescer e se encaixar no mundo.

Adeus sono: a alegria de ser mãe não lhe dará noites tranquilas, pelo contrário, prepare-se para nunca mais dormir como antes. Nos primeiros meses, é preciso cuidar do bebê 24 horas por dia. Depois a criança precisará de atenção em tempo integral e, quando ficar jovem, a preocupação é sobre que horas chegará da balada.

Tristeza profunda: muitas mulheres relatam que os hormônios a deixaram mais tristes. Mesmo diante da alegria de ter um filho, é algo que elas simplesmente não sabem explicar e até se sentem culpadas.

Cansaço sem fim: não pense que uma ‘dormidinha’ após o almoço resolverá o problema, o cansaço será tão grande que a mãe de primeira viagem irá querer, muitas vezes, dormir algumas semanas seguidas para ver se descansa.

Amamentar é dolorido: o ato e amamentar é belíssimo, mas dolorido também. É comum os bichos racharem e podem até sangrar. Então é preciso contar com o apoio de alguém experiente, do contrário a situação pode ficar tensa.