Vítima de roubo atropela bandidos que fogem deixando cair pistola da PM de Rondônia

Os suspeitos após terem sido atropelados fugiram abandonado a moto e uma pistola...

0
155

José de Deus Rodrigues da Conceição, 54 anos, foi preso na noite de terça-feira (19), por falsa comunicação de crime, após o mesmo ter ido até o 8° DP para prestar queixa do roubo de uma motocicleta, porém ele estava fazendo a denúncia devido o seu filho ter pegado sua moto para fazer roubo e se envolveu em um acidente de trânsito, José de Deus queria resgatar a sua moto e por isso estava prestando denúncia, mentindo que havia sido roubado.

De acordo com informações dos policiais no boletim de ocorrência, o filho do suspeito identificado como Felliphe César da Silva Rodrigues, 27 anos, é ex presidiário pegou a moto do pai para fazer assaltos na companhia de outros três suspeitos e fizeram um roubo em uma estabelecimento comercial localizado na Antonio Vivaldi, bairro Aponiã, região leste de Porto Velho, de onde levaram dinheiro, celulares, relógio e um cordão de ouro e que eles estava de posse de uma pistola e um revólver.

Na fuga a vítima os seguiu em seu carro quando em dado momento na Rua Sheila Regina com Joaquim Brito a vítima os atropelou e saíram correndo deixando a moto e uma pistola calibre ponto 40 para trás e a vítima acionou a Polícia Militar. Com a chegada dos policiais, foi feito pesquisa na placa da moto e não havia restrição contra roubo ou furto e se deslocaram para o DP para fazer p registro da ocorrência, momento que receberam a denúncia de que uma pessoa estava prestando queixa do roubo de uma moto com a mesma placa a qual os suspeitos estavam.

José de Deus acabou confessando que mentiu para pegar a moto de volta pois foi informando pelo seu filho autor do roubo que estava ferido e que havia se envolvido em um acidente após assalto e que a moto estava abandonada no local. Feito pesquisa na numeração da arma foi constatado que pertence ao acervo da Polícia Militar do estado de Rondônia. Seu José de Deus recebeu voz de prisão pela falsa comunicação e foi conduzido para central de flagrantes para as providências necessárias.