VEJA VÍDEO: TCE faz fiscalização surpresa e encontra ratos em lixo do João Paulo II; Sesau diz que local não afeta pacientes

Já houve outros registros de ratos até mesmo na porta da cozinha do hospital...

0
153

Um vídeo que circulou pelas redes sociais e que mostra ratos no maior pronto-socorro de Rondônia, o Hospital João Paulo II, levou membros do Tribunal de Contas (TCE) a realizar uma fiscalização surpresa na unidade de saúde na segunda-feira. Os roedores foram encontrados e também foram constatados problemas como a situação precária da estrutura em que é acondicionado o lixo, tanto o comum quanto o hospitalar.

Na vistoria in loco, os auditores foram recebidos pela direção do pronto-socorro e tiveram acesso a informações e dados sobre a gestão daquela unidade de saúde, puderam observar as condições de atendimento, com problemas como superlotação e pacientes atendidos em macas e equipamentos improvisados nos corredores, em ambiente desconfortável e degradante ao ser humano.

Com relação à denúncia, os ratos foram encontrados no local onde fica armazenamento o lixo. Conforme a equipe de auditoria do TCE, “o lixo comum e o infectante encontram-se mal armazenados, uma vez que estão em local sujeito à ação de animais, como os ratos flagrados durante a atividade fiscalizatória. Foram ainda verificadas situações referentes à área externa e interna da unidade, próximas ao local de armazenamento do lixo, em visível mal estado de conservação”.

Todos os pontos, achados e possíveis indícios levantados na fiscalização-surpresa pela equipe da SGCE serão materializados em um relatório de auditoria, a ser encaminhado ao conselheiro relator da área de saúde do Estado, solicitando, entre outras medidas, determinação ao órgão responsável pela vigilância sanitária em Rondônia (Agevisa) para a tomada de providências, ante a constatação das condições de armazenamento do lixo no João Paulo, sem prejuízo das competências próprias do TCE sobre o caso.

Por meio de vídeo publicado nas redes sociais, o secretário de estado da Saúde, Fernando Máximo, disse que recebeu a denúncia e foi ao local verificar a situação. Ele diz ainda que ordenou que fosse aplicado mais veneno para combater os roedores e garantiu que está empenhado para a construção da nova unidade de saúde. Procurado pelo Rondoniagora nesta terça-feira (19), a assessoria de comunicação informou que ele está fora da cidade, mas que irá atender a equipe assim que retornar a cidade.