Inspirado em Suzano, jovem é preso por planejar atentado na escola em que estudava

Guilherme Vicente de Oliveira, promotor de justiça, informou que o garoto fez diversas publicações entre agosto do ano passado e março deste ano com apoio a atos criminosos

0
330

Na segunda-feira (18) um adolescente de 17 anos foi apreendido pela Polícia Civil com suspeitas de planejar um massacre em uma escola na cidade de Pontalina, que fica localizada no sul do estado de Goiás.

Quem decretou a prisão do jovem foi a juíza Danila Ramaldes, logo após ela tomar conhecimento através de denúncias de amigas do rapaz. Seguindo a decisão da magistrada, foram feitas buscas na casa dele e lá encontraram objetos que indicam a intenção de realizar um atentado que foi inspirado na tragédia da escola de Suzano.

No local foi encontrada uma máscara, desenhos, uma capa, um coturno, arcos e flechas. Também encontraram armas de foto, munições que são do pai dele e que também foi autuado e preso em flagrante.

De acordo com a polícia, o jovem não estava arrependido e chegou a chamar outro comparsa para fazer isso. Ele queria matar muita gente para se livrar do que estava vivendo. O seu ato seria uma vingança pelo bullying que ele estava sofrendo na escola. Depois de matar algumas pessoas, ele também se suicidaria.

Guilherme Vicente de Oliveira, promotor de justiça, informou que o garoto fez diversas publicações entre agosto do ano passado e março deste ano com apoio a atos criminosos. Exaltando outros atentados, inclusive o mais recente massacre na escola de Suzano.

O jovem vai responder por ato infracional e por fazer apologias a crimes e atos de preparação de terrorismo. No momento ele está detido em Caldas Novas provisoriamente, na Delegacia de Apuração a Atos Infracionais.