Arrependida, mulher que abandonou bebê diz que foi ‘ato de desespero’

Ela vai responder por abandono de incapaz e pode pegar até quatro anos de prisão

0
131

mulher que abandonou a filha recém-nascida em um gramado na Candangolândia (DF), no domingo (17), disse à Polícia Civil ter se arrependido e que teria agido por desespero.

Segundo informações do G1, a mãe da bebê tem 37 anos e foi encontrada pela polícia em casa, nesta segunda (18), a poucos metros de onde a recém-nascida foi deixada.

Arrependida, ela disse que não teve coragem de voltar para buscar a criança com medo de ser vista pelos vizinhos:

“Eu deixei perto porque eu imaginei que se chover, aconteceu alguma coisa, eu vou lá buscar. Eu me arrependi para ir buscar, mas, quando eu arrependi, já tinha amanhecido o dia, não tive mais coragem de ir, porque fiquei com medo. Se tivesse escuro eu tinha ido buscar ela. Eu tinha ido buscar. Deus sabe que eu não sou ruim.”

Segundo o G1, ela disse à polícia, na delegacia, que tem outros cinco filhos – um deles ainda é um bebê de um ano de idade, e que está desempregada, e sem receber o seguro-desemprego. Ela vai responder por abandono de incapaz e pode pegar até quatro anos de prisão. A Vara da Infância vai definir o destino da recém-nascida.