Bolsonaro diz a Bebianno que ele está fora do governo

Saída do ministro será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial, afirmam aliados

0
155

presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, conversaram no fim da tarde desta sexta-feira (15), no Palácio do Planalto.

O encontro, de início, teria contado com a participação do vice-presidente Hamilton Mourão e dos também ministros Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, e Onyx Lorenzoni, da Casa Civil.

Depois, Bolsonaro e Bebianno ficaram a sós. Apesar da reunião, garantem fontes ouvidas no palácio, a situação do ministro ficou insustentável, e o presidente decidiu afastá-lo do cargo. A conversa entre os dois, inclusive, teria sido ríspida.

A saída dele do governo será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial. Bolsonaro deixou o ato de exoneração assinado, segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Mais cedo, Bebianno negou que houvesse uma crise no governo. “Para mim, não tem crise nenhuma”, afirmou, ao deixar o Palácio do Planalto para almoçar. Questionado pela reportagem da TV Globo sobre se permaneceria no governo, ele ironizou. “Estou aqui, não estou?”, disse. Depois, completou: “Não sei. Quem é que sabe, né?”.

Laranjas

O ministro está no centro de uma crise envolvendo suspeitas de que o PSL usou candidaturas laranjas, durante as últimas eleições, com o objetivo de conseguir verba pública para a campanha. Desde então, tem sido alvo de críticas por parte de um dos filhos de Bolsonaro, Carlos Bolsonaro.

Na última quarta-feira (13), Carlos chegou a dizer, em uma rede social, que Bebianno mentiu ao afirmar que estava em contato com o presidente, usando como prova um áudio que teria sido enviado pelo pai ao ministro. Bolsonaro, por sua vez, endossou a posição do filho e compartilhou a publicação.

“Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo”, desabafou Bebianno, depois do episódio, em uma conversa com interlocutores, de acordo com informações do blog do Gerson Camarotti, no portal G1.