DESESPERO: Pai de gêmeas siamesas terá que escolher entre salvar uma ou deixar as duas morrerem

O pai entrou em contato com vários hospitais para ver a possibilidade de separá-las, mas era uma situação delicada.

0
474

Marieme e Ndeye são gêmeas siameses. Elas têm quase 3 anos de idade e nasceram no Senegal, mas atualmente estão com o pai em Cardiff, no Reino Unido, onde enfrentam muitas dificuldades, mas nada que se comparece à decisão que Ibrahima Ndiaye terá que tomar em relação às filhas.

Os médicos já explicaram que Marieme é extremamente frágil e seu coração está para falhar a qualquer momento e ela irá morrer, só que caso isto venha a acontecer, sua irmã também irá falecer.

Agora, cabe ao pai decidir se autoriza a separação das filhas, correndo o risco das duas morrerem, ou deixa como está, mas aí o risco é de que as duas percam a vida.

A história da família

Ibrahima tinha uma vida tranquila em Dacar, no Senegal, e já tinha duas filhas de seu primeiro casamento. Em seu segundo relacionamento, nasceram as gêmeas siameses, mas os exames sempre mostraram uma só menina.

Após o parto, ele foi chamado para conversar com o ginecologista e foi quando ficou sabendo das gêmeas. O médico disse que elas ‘estavam unidas’, e a partir desse dia, ele viu sua vida mudar completamente.

Sem conseguir falar e chorando muito, ele foi conhecer as filhas e viu que o caso era bem mais complicado do que imaginava. Ele esperava ver quatro pés, mas só tinham dois. O pai contou que precisou se apegar à sua fé, para enfrentar aquela situação.

Ibrahima então resolveu fazer de tudo pelas filhas e é isto que tem feito. As crianças têm corações independentes, assim como os pulmões, mas compartilham o mesmo fígado e também a mesma bexiga. O pai entrou em contato com vários hospitais para ver a possibilidade de separá-las, mas era uma situação delicada.

Agora, ele tem que decidir se deixa tudo como está, correndo o risco de perder as filhas, ou se autoriza a separação, sendo que neste caso, é grande a chance da mais fraca morrer.