BRUMADINHO: Sobrevivente de lama em Brumadinho é salva por milagre; ‘Fui triturada’

Não conseguia me movimentar muito bem. Estava com dor no peito e não conseguia respirar direito

0
706

Uma sobrevivente da tragédia do estouro da barragem da mina do Feijão finalmente apareceu e decidiu conceder uma entrevista para uma jornalista da TV Globo. Paloma Prates da Cunha, de 22 anos, foi arrastada pela avalanche de lama de rejeitos de minério da Vale e perdeu toda sua família. Seu marido, filha e irmã estão desaparecidos após a passagem do tsunami de lama que arrasou com a cidade mineira.

Após oito dias da tragédia, Paloma pode dar entrevista e está em observação na casa de parentes. Com o nariz quebrado e coberta de escoriações, cortes e hematomas pelo corpo, a sobrevivente relatou detalhes de como foi o momento do estouro da barragem e como o mar de lama levou sua casa e família embora.

Paloma estava em casa quando viu a lama chegar em direção à sua casa. Ela ficou conhecida mundialmente com um vídeo que viralizou nas redes sociais. Um dos funcionários da Vale jogou uma corda para ela assim que a avistou próxima ao que sobrou de uma ponte da cidade.

“Estava muito cansada. Não conseguia me movimentar muito bem. Estava com dor no peito e não conseguia respirar direito. Senti que eu estava sendo triturada”, contou.

Perda de parentes

A auxiliar de cozinha foi levada ao hospital assim que conseguiu ser resgatada do local da avalanche. Lá, ela ficou internada por quatro dias.

“No momento, a única coisa que eu queria era ter minha família do meu lado. Se alguém souber do meu filho ou irmã entre em contato com a gente”, pediu Paloma.

Paloma também perdeu o marido, de 26 anos. Seu bebê e único filho, de 1 ano e seis meses, e sua irmã caçula, de 13 anos, seguem desaparecidos.

A vítima morava perto da Pousada Nova Estância. Os donos do estabelecimento foram encontrados mortos próximo ao local onde era a pousada.

Mortos em Brumadinho

Ainda não se sabe o número exato de vítimas, mas até o momento foram encontrados 121 corpos.