Hortaliças em Revista privilegia temas relacionados à adoção de tecnologias pelos produtores rurais

Na mesma linha de tecnologias consolidadas, temos os avanços da pesquisa relacionados à tomaticultura orgânica, onde o tomate híbrido BRS Nagai vem ocupando cada vez espaços em diversas regiões do Brasil.

0
32

Abordagens que destacam os impactos positivos de tecnologias sobre a vida de produtores costumam ser prioridade quando da definição de matérias que serão produzidas para a publicação Hortaliças em Revista (HR) – e a edição mais recente não fugiu à regra. Já disponível na versão impressa e para download, a publicação traz como matéria de capa a tecnologia do alho-semente livre de vírus (ALV) e como ela vem mudando a vida de produtores familiares de Cristópolis, município do oeste baiano.

Além de uma retrospectiva sobre os primeiros experimentos realizados com o cultivo de alho-semente livre de vírus na região, por volta de 2003, o texto explicita, por exemplo, o processo desenvolvido pela Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) desde a fase laboratorial, chegando aos resultados obtidos no campo com o uso da tecnologia. Nesse aspecto, os depoimentos dos produtores José Borges de Brito e Mário Luís Sales dão o tom exato da relevância do ALV em termos de benefícios sociais, econômicos e ambientais constatados ao longo do tempo.

Na mesma linha de tecnologias consolidadas, temos os avanços da pesquisa relacionados à tomaticultura orgânica, onde o tomate híbrido BRS Nagai vem ocupando cada vez espaços em diversas regiões do Brasil. E por justas razões, conforme o texto da HR. Do tipo saladete de mesa, o BRS Nagai apresenta resistência ou tolerância a cerca de 40 patógenos, ou seja, o híbrido faz a diferença com relação a outros materiais cultivados no sistema orgânico.

E se o assunto é conquistar espaços, ainda na esfera das reportagens da revista, o grão-de-bico é mostrado como o protagonista da próxima fronteira agrícola do Cerrado. Chamado de “grão-da-felicidade”, por ser associado a uma gama de benefícios para a saúde, o grão-de-bico vem crescendo em área plantada e atraindo a atenção de produtores da região e também do Sul e Sudeste. Essa expansão é explicada, segundo a matéria, pelas pesquisas com a leguminosa, que resultaram em novas cultivares mais produtivas e adaptadas à colheita mecânica.

Seções

A publicação também abre espaço para artigos produzidos por pesquisadores da Unidade, com temas referentes às respectivas áreas de atuação. Na edição nº 26, o primeiro artigo teve a autoria dos pesquisadores Ailton Reis e Leonardo Boiteux (fitopatologia e melhoramento genético, respectivamente), que discorreram sobre os avanços da pesquisa relacionados ao combate à murcha de fusário do tomateiro. Já o texto assinado pelo pesquisador Alexandre Moura (entomologia) tratou da importância do comprometimento do produtor rural no manejo integrado de pragas (MIP) em hortaliças.

Nas últimas páginas da revista temos as seções “Tome Nota” – resumos de assuntos que foram notícia no portal – e “Na Estante” – resenhas de publicações sobre resultados de pesquisas desenvolvidas na Embrapa Hortaliças.

E para fechar com um certo gostinho de “quero mais”, HR apresenta a cada edição uma das hortaliças contempladas no site “Hortaliça não é só Salada”, que traz informações sobre como comprar, conservar e consumir esses alimentos, e ainda receitas, testadas e aprovadas em testes gastronômicos realizados pela Unidade e por instituições parceiras.

Anelise Macedo (MTB 2.749/DF)
Embrapa Hortaliças