CEREJEIRAS: Homem sofre atentado à tiros ao descer de caminhonete

O homem levou um tiro na perna e se manteve escondido dentro de uma casa até a chegada da PM...

0
344

Delvi Varela de Jesus, 30 anos, sofreu uma tentativa de homicídio ao ser atacado a tiros nesta madrugada de Sábado (26), na frente de sua residência localizada na Rua Espírito Santos, bairro Floresta, região central do município de Cerejeiras. De acordo com informações que consta no boletim de ocorrência, havia um grupo de pessoas na frente da residência quando a vítima chegou em uma caminhonete e desceu e foi em direção às pessoas. Um homem identificado apenas como Laércio que também estava na frente da casa se assustou sacou de uma arma efetuou vários tiros na direção da vítima que foi atingindo na perna e saiu correndo se escondendo em uma casa próximo.

O motorista da caminhonete temendo também ser morto acelerou e fugiu do local e Laércio também deixou o local antes da chegada da Polícia que foi acionaram pelos vizinhos. Os policiais questionaram as testemunhas sobre o ocorrido, porém eles contaram uma versão mentirosa para poder livrar Laércio de ser preso e falaram que o atirador havia chegado em uma caminhonete branca e depois fugiram tomando rumo ignorado. Os policiais começaram a fazer diligências quando foram informados sobre a pessoa que estava dirigindo o veículo e foram até a casa do suspeito, mas seu pai falou que seu filho havia saído com a vítima Delvi e não havia retornado. Depois de um certo tempo os policiais receberam uma ligação dando conta que havia um baleado trancado na casa de uma das testemunhas e se deslocaram para o local.

Quando chegaram no local encontraram Delvi bastante nervoso e com medo não querendo abrir a porta da casa e falava que se alguém entrasse ele iria meter bala. Foi verificado que o mesmo não estava armado e tava caído no chão ensanguentado e solicitaram uma equipe do Corpo de Bombeiros para apoio e arrombaram a janela da casa. A vítima disse que foi até o local para conversa com o suspeito, mas ele atirou contra ele e só não foi morto por que correu para se salvar e foi levado para o hospital de Cacoal devido o ferimento na perna.