Vídeos e fotos: Criminosos usaram fuzis para atacar carro-forte e seguranças na BR-319

A suspeita de que um dos suspeitos esteja baleado com um tiro na perna. O carro roubado usado pela quadrilha na fuga foi localizado em uma fazenda nas proximidades...

0
593

Foram dois os vigilantes baleados, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na tarde desta sexta-feira (18) durante uma tentativa de roubo a um carro-forte da empresa Prosegur no Km 140 da BR-319, a cerca de 60 quilômetros de Humaitá, próximo a localidade de Cristolândia, no estado do Amazonas. O veículo saiu da cidade de Humaitá (AM) com destino a Porto Velho, mas não estava transportando dinheiro. Os criminosos usaram fuzil para atacar as vítimas.

De acordo com a Polícia, o carro-forte com quatro vigilantes seguia pela rodovia federal quando foi surpreendido por cinco criminosos que ocupavam um carro Duster e usavam armas de grosso calibre. Os bandidos ultrapassaram o veículo de valores e efetuaram vários disparos usando munições de fuzis .50, 7.62 e 5.56.

Para tentar escapar dos criminosos, os vigilantes entraram com o veículo em uma fazenda as margens da BR, desceram e houve troca de tiros entre as vítimas e os bandidos. O carro-forte ficou com várias marcas de bala na lataria.

Os criminosos colocaram dinamites dentro do carro-forte e explodiram, mas dentro do veículo não tinha dinheiro. Antes de fugir, a quadrilha incendiou o veículo Duster que eles estavam, correu para a BR, rendeu o proprietário de uma caminhonete S-10 e fugiu levando o veículo, que foi encontrado abandonado a cerca de 30 Km do local.

Dentro do veículo, os policiais encontraram várias cápsulas deflagradas das armas dos bandidos, dois pés de cabra e uma chapa de aço usada como escudo. Também havia explosivos que foram detonados no local pelo esquadrão antibombas.

Ainda de acordo com a Polícia, um vigilante foi alvejado com um tiro na virilha e o Samu levou para Porto Velho. O segundo foi atingido no rosto e foi levado para Humaitá, acompanhado de um terceiro vigilante que a polícia não soube informar se estaria ferido.

Conforme a polícia, um outro carro-forte seguia na rodovia transportando valores, mas foi avisado para retornar para Porto Velho, por conta do assalto.

A Polícia Militar de Porto Velho e Humaitá e ainda a PRF fizeram buscas pela região, mas ninguém foi preso. Ao menos quatro viaturas da Força Nacional seguiram com destino a cidade amazonense.