Vilhena Tem Recurso: garantidos R$ 2,3 milhões pelo casal Raupp para reforma do Hospital Regional

O valor deverá ser depositado na conta da Prefeitura em duas parcelas, a primeira de R$ 459 mil e a segunda de R$ 1,839 milhão, conforme a obra for executada.

0
200

O Hospital Regional de Vilhena (HRV) passará por uma ampla reforma em quase 2,5 mil metros quadrados avaliada em cerca de R$ 2,3 milhões garantidos por emendas individuais do senador Valdir Raupp e Marinha Raupp. A obra irá garantir dignidade aos pacientes e reforma ampla do setor administrativo, do sistema elétrico, da enfermaria hospitalar para vigilância sanitária e também reforma da ala de ortopedia.

O projeto feito por esta gestão trata de reforma do atual prédio do Hospital Regional de Vilhena e foi enviado no fim de novembro de 2018  pela Semplan ao setor de engenharia da Agevisa (Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia). O documento deverá ser aprovado a qualquer momento ou ser devolvido para a Prefeitura para adequações. Se necessário, o projeto será revisado e reenviado ainda este ano. O recurso, por outro lado, gerido pela Caixa Econômica, está garantido.

Administrado pelo Governo Federal, o recurso será liberado à Prefeitura por meio de etapas, conforme a execução do projeto. A obra engloba reforma com 2.453 m² avaliada em R$ 2,3 milhões. É um projeto de reforma ampla do setor administrativo, do sistema elétrico, da enfermaria hospitalar para vigilância sanitária e também reforma da ala de ortopedia.

O termo está assinado e a Prefeitura espera resposta da Agevisa, pois estão em análise no órgão. “É uma reforma importante para garantir que os pacientes do Hospital tenham mais conforto e sejam bem atendidos. Depois que assumimos, iniciamos imediatamente a confecção do complexo projeto de reforma do Hospital, para garantir o recurso. Além de tantos outros projetos que fizemos, terminamos este em pouco tempo e agora esperamos a liberação da Agevisa. Será uma grande obra. Vilhena tem recurso”, explica Eduardo Japonês.

Celebrado em 3 de setembro de 2018, o contrato tem previsão de término em 2 de julho de 2019, conforme Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), assinado em 22 de novembro de 2018.

O projeto explica que o objetivo é garantir um maior nível de controle de infecção, conforto, segurança e eficiente fluxograma de trabalho e acessibilidade, estabelecendo o funcionamento competente e adequado à classe de risco e ocupação representada pelas atividades desenvolvidas no Hospital.

HISTÓRICO – A emenda foi destinada em 2016 para o município, prevista naquele ano pela Lei Orçamentária Anual aprovada pela Câmara dos Deputados. Em 2017, a Câmara Municipal de Vilhena chegou a aprovar abertura de crédito adicional para a reforma, no entanto, o projeto não foi apresentado e o recurso não veio. Prorrogado para o prazo final de dezembro de 2019, o valor deverá ser depositado na conta da Prefeitura em duas parcelas, a primeira de R$ 459 mil e a segunda de R$ 1,839 milhão, conforme a obra for executada.

PROBLEMA CRÔNICO – Inaugurado em 1984, o HRV atendeu somente em 2016 no pronto socorro mais de 75 mil pacientes e internou 8,6 mil. O convênio revela que “a reforma da estrutura elétrica, hidráulica e predial da unidade hospitalar leva em conta problemas da construção de 33 anos do HRV, que passou por diversas ampliações e reformas”.