Bando com fuzis, explosivos e roupa militar mata PM e fere 3 em SP

A quadrilha estava trajando roupas camufladas militares e arma de grosso calibre longas e até mesmo com luneta para ter precisão no tiro....

0
174

Um PM morreu e outros três ficaram feridos durante a ação de uma quadrilha que utilizou uniformes camuflados, fuzis e explosivos para roubar agências bancárias em Atibaia (64 km da capital paulista) na madrugada desta quarta-feira (19).

Ao menos 20 criminosos fortemente armados participaram do crime, parte deles vestida com roupas camufladas, semelhantes às usadas por militares do Exército.

A ação durou cerca de 30 minutos e teve início pouco depois das 3h, quando um sistema de câmeras inteligentes de Atibaia, a Muralha Digital, emitiu alerta sobre a entrada de um veículo roubado na cidade, em comboio com outros quatro veículos, incluindo duas SUVs e uma Mercedes.

Os criminosos se dividiram em ao menos três grupos. Um deles foi para a sede da companhia da PM para tentar impedir a saída dos policiais do local.

Foi nesse momento que um dos policiais foi morto e outro ficou gravemente ferido, atingidos por tiros de fuzil disparados quando tentavam seguir em direção ao centro da cidade.

Na região central estavam os outros criminosos, que usavam explosivos especiais para explodir os cofres das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Os bandidos tentaram, mas não conseguiram explodir um cofre do Santander.

Enquanto esse grupo agia nos cofres, um outro contingente se colocou no entorno para repelir a aproximação dos carros da polícia.

Uma das imagens captadas pelas câmeras de segurança mostra um homem vestido com uniforme camuflado, colete e capacete balísticos, usando fuzil com mira telescópica.

“Era muito bandido. Estavam com vários calibres de fuzil, as cápsulas foram encontradas, e não havia forma nenhuma de contê-los. Eles vieram preparados para guerra mesmo”, afirmou Lucas Cardoso, secretário municipal de Segurança.

“Foi uma guerrilha. Ação terrorista mesmo. O pessoal da Caixa e Banco do Brasil disse que foram os piores explosivos que viram até hoje, em mais de 30 bancos que fizeram vistorias [em outros ataques]”, disse.

De acordo com a polícia, no ataque ocorrido na porta da companhia da PM, o cabo Nilson Mikio Furuta Junior foi atingido na cabeça e o cabo Marcio Aparecido Alves, no braço e abdômen. Eles foram socorridos, sendo que o primeiro não resistiu e o segundo continua internado.

Também se feriram dois policiais que saíram em apoio aos policiais de Atibaia, o sargento Douglas Rodrigues Goncalves, do 26º BPM/M, e o cabo Felipe Gregorio Clorado Da Silva.

Eles passavam por atendimentos no pronto-socorro. Ainda segundo a polícia, ao fugir, os criminosos espalharam pregos retorcidos em diversas vias urbanas e nas rodovias Fernão Dias e Dom Pedro.

Os policiais militares permaneciam efetuando buscas pela região, mas ninguém foi preso por enquanto. Com informações da Folhapress.