ROBUSTA ROCK: Estado compra 11,6 mil quilos de café robusta e impulsiona produção rondoniense

O consumo da bebida ocorrerá a partir de 2019 nos órgãos públicos instalados no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho

0
172

A produtividade e comercialização do café robusta de Rondônia ganha novo fôlego com a aquisição de 11,6 mil quilos do produto pelo governo estadual. A compra foi efetuada por meio de licitação especial que promove e incentiva a cadeia produtiva do grão, mas que também servirá como exemplo motivador para outros segmentos produtivos rondonienses. O consumo da bebida ocorrerá a partir de 2019 nos órgãos públicos instalados no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

O anúncio do novo conceito licitatório ocorreu no sábado (15) pelo governador Daniel Pereira durante a realização da Exposição Robusta Rock, encerrada no domingo (16). Durante três dias, 3 mil pessoas visitaram o evento no IG Shopping, em Ji-Paraná. Os visitantes conheceram e degustaram as variedades do café genuinamente rondoniense e tiveram oportunidade de conhecer virtualmente fazendas cafeeiras e o processamento do grão.

Estou muito satisfeito em me tornar o pioneiro no fornecimento direto de café ao governo estadual. Essa nova modalidade de licitação é o pontapé para novos investimentos produtivos. Vamos entregar o melhor dos melhores cafés produzidos em Rondônia”, disse o vencedor da licitação, o empresário Vando Teixeira, da Cical Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios. Esta é a primeira venda volumosa do empresário jiparanaense.

A realização do Robusta Rock foi uma iniciativa da Embrapa Rondônia e contou com a parceria do governo estadual por meio da Superintendência Estadual do Desenvolvimento e Infraestrutura (Sedi) e da Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri). O objetivo da exposição foi de promover e valorizar os cafés robustas e o uso de tecnologias para obtenção do grão com qualidade e sabor diferenciado.

Só em 2017 o governo estadual, por meio da Seagri e Emater-RO, entregaram 3 milhões e 750 mil mudas de café clonal a produtores da agricultura familiar de 36 cidades como ferramenta incentivadora da produção. Os reflexos são notáveis. Nos últimos três anos consecutivos o café rondoniense vem sendo apreciado na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte (MG).