Quadrilha é desarticulada e Polícia apreende arma e moto clonada com várias placas furtadas

A quadrilha roubava as motos, clonava e depois as vendia nos grupos de compra e venda nas redes sociais....

0
212

Uma guarnição da Força Tática do 5° batalhão, prendeu cinco pessoas envolvidas com roubos de motocicletas e clonagem de veículos durante a noite de Segunda-feira (05), em uma residência localizada na Rua Dos Andrades com Rua Dos Meninos, bairro Mariana, região leste de Porto Velho.

Dentro do imóvel estavam os suspeitos identificados como Kaique Rodrigues Seixas, 23 anos, Railson Menezes Gomes, 27 anos, Ezequiel Oliveira de Souza, 21 anos, Antônio Eduardo Alves da Mata, 21 anos e o foragido da justiça Ueslei Aparecido de Souza França, 26 anos, que estavam de posse de uma arma de fogo sendo uma pistola calibre .40 de numeração raspada e com cinco munições intactas, além de uma motocicleta roubada que já estava toda adulterada sendo motor e chassis remarcado com uma outra numeração e várias placas de motos que haviam sido furtada pela quadrilha.

De acordo com informações dos policiais, eles estavam patrulhando pela região quando avistaram o foragido Ueslei saindo da casa com a referida motocicleta e quando avistou a viatura ele tentou retornar, porém já era tarde demais, os policiais já haviam visto a atitude dele e logo fizeram a abordagem, sendo que ele logo confessou que estava foragido, questionado sobre quem estava na residência, ele disse que havia alguns amigos conversando, os policiais adentram a casa e surpreenderam os demais suspeitos.

Durante diligências em revista no interior do imóvel, foi encontrada a arma dentro de uma caixa e várias placas de motos que eles mesmos confessaram que era para poder clonar as motos que era roubadas e posteriormente eram vendidas em grupos nas redes sociais de compra e venda sendo que eles mesmos falsificavam os documentos e entregavam para as pessoas que caiam no golpe. Diante dos fatos eles receberam voz de prisão e foram conduzidos para a central de Polícia onde devem responder pelos crimes de receptação, porte ilegal de arma e formação de organização criminosa e ficaram à disposição da justiça.