Com cursos e atualizações, produtores rurais investem em qualificação de mão-de-obra na região de Cerejeiras

Formação técnica de funcionários das fazendas é exigência da lei

0
511

Junto com o aumento da produtividade agrícola, o campo também tem sido palco do desenvolvimento profissional. A mão-de-obra das propriedades rurais já não é mais aquela em que a força do braço era a única exigência. Agora, aprender diversas habilidades também é necessário.

Para atender à exigência de qualificação da mão-de-obra, os produtores rurais recorrem ao Serviço de Aprendizado Rural (Senar), instituição que faz parte do “Sistema S” e oferece mais de 70 tipos de cursos, através do programa Formação Profissional Rural (FPR).

Na região de Cerejeiras, Corumbiara e Pimenteiras do Oeste, os cursos do Senar são oferecidos através do Sindicato Rural de Cerejeiras.

Por ano, são realizados cerca de 100 cursos na região. Na maioria dos casos, os cursos são destinados aos funcionários das fazendas, geralmente com uma semana de duração, mas de treinamento intenso. As habilidades ensinadas são, por exemplo, operação de colheitadeira, aplicação de produtos fitossanitários, NR-31, manutenção de ordenha mecânica, dentre outras habilidades profissionais. Os cursos são, inclusive, uma exigência do Ministério do Trabalho.

Para o produtor rural Airton Camillo, que planta soja e milho no município de Cerejeiras, os cursos do Senar são muito importantes para a equipe dele. “Os funcionários aprendem e o rendimento na lavoura melhora muito. E também tem a questão da lei, porque hoje temos que oferecer estes cursos e o Senar nos auxilia nisso”, disse o agricultor.

Não só os funcionários dos produtores rurais têm acesso aos cursos, mas também os pequenos proprietários da agricultura familiar. É o caso, por exemplo, das cerca de 20 famílias da Associação Osvaldo Cruz (Asproc), na 5ª Eixo, km 2, entre Linha B e Linha 2. Através da Asproc, o Senar ofereceu cursos oferecidos pelo Senar em parceria com o Sindicato Rural de Cerejeiras.Os cursos são destinados tanto para os agricultores e quanto para as mulheres do campo, como, por exemplo, compotas e geleias, embutidos e defumados, doces e salgados e derivados do leite, dentre outros.

Para o presidente do Sindicato Rural de Cerejeiras, o produtor rural Jair Roberto Gollo, os cursos do Senar têm uma importância fundamental. “Estes cursos auxiliam os produtores rurais, os funcionários das propriedades e também ajudam no desenvolvimento da região”, explica.