5 REENCONTROS QUENTES: Jogadores vão encarar clubes que os projetaram na Liga dos Campeões

São cinco casos deste tipo, incluindo quatro estrelas e um técnico que deixaram saudades — ou nem tanto — nas equipes que terão como adversárias na fase de grupos

0
343

O sorteio da Liga dos Campeões da Europa, realizado na última quinta-feira (30), definiu duelos muito esperados, mas não só isso: a fase de grupos do torneio tem reencontros entre conhecidos de longa data e reserva incl

O jornal, listou abaixo alguns reencontros entre filhos pródigos que nesta Liga dos Campeões reencontram clubes que os projetaram mundialmente. São cinco casos deste tipo, incluindo quatro estrelas e um técnico que deixaram saudades — ou nem tanto — nas equipes que terão como adversárias na fase de grupos. Um outro caso, mais específico, envolve um conflito geopolítico entre Sérvia, Kosovo e um suíço que chamou a atenção para o problema durante a última Copa do Mundo.

Edinson Cavani e o Napoli

O atacante uruguaio chegou ao futebol europeu para defender o Palermo, mas foi no Napoli que se tornou o goleador renomado no mundo inteiro. Lá emendou três ótimas temporadas, com média de 30 gols em cada uma — um destes gols foi na final da Copa da Itália 2011-12, quando o Napoli quebrou jejum de 22 anos sem títulos. Pois Cavani agora tem reencontro marcado com o time italiano no grupo C da Liga dos Campeões, nos dias 24 de outubro e 6 de novembro.

Carlo Ancelotti e o PSG

O mesmo confronto, entre Napoli e Paris Saint-Germain, também opõe o técnico italiano ao clube que teve o prazer de apresentar às glórias. Ancelotti ficou um ano no Paris Saint-Germain, tempo suficiente para conquistar o título francês da temporada 2012-13. Foi a primeira taça da era milionária sob comando do xeque Nasser Al-Khelaifi, o que poderia sugerir tratar-se do início de uma longa jornada. O treinador, no entanto, pediu demissão logo em seguida para treinar o Real Madrid. Cinco anos depois, mais um reencontro se dá na Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo e o Manchester United

 

Revelado pelo Sporting (POR), o craque virou mania mundial com a camisa vermelha do United a partir de 2003. Em Manchester ele ganhou tudo o que foi possível e de lá só saiu para se tornar um dos maiores jogadores da história, no Real Madrid. Recentemente cogitou-se a possibilidade de Cristiano Ronaldo voltar à equipe inglesa, mas ele preferiu ir à Juventus. Na Champions, ele reencontra seu ex-clube nos dias 23 de outubro e 7 de novembro pelo grupo H.

Falcao García e o Atlético de Madri

O colombiano chamou a atenção no Porto, mas foi com a camisa do Atlético de Madri que se consolidou como um dos grandes centroavantes da Europa. Foram 68 gols e dois títulos em duas temporadas pelo time espanhol, incluindo a campanha espetacular na Liga Europa 2011-12, em cuja final marcou dois gols. Desde então Falcao García sofreu com uma série de lesões e pensou até em se aposentar, mas reencontrou-se no Monaco. Agora, tem tudo para rever o Atleti nos dias 18 de agosto e 28 de novembro, no grupo A da Champions League.

Paul Pogba e a Juventus

Um dos meio-campistas mais falados do momento, Paul Pogba não vive os melhores dias no Manchester United pois vive em pé de guerra com o técnico José Mourinho. O campeão mundial deu a entender não estar feliz por lá, mas apesar das rusgas mantém sua titularidade. Ele foi revelado pelo time vermelho e saiu cedo para jogar muita bola na Juventus. Contratado de volta por mais de 100 milhões de euros, ele agora tem oportunidade de rever a equipe italiana na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Como será a recepção a Shaqiri na Sérvia?

 

O meia Xherdan Shaqiri foi contratado pelo Liverpool semanas após ter se destacado na Copa do Mundo pela seleção suíça. Na Rússia, os holofotes se deram não só pela bola que ele jogou, mas também pelo posicionamento político. Ao fazer um gol contra a Sérvia, comemorou apoiando a independência do Kosovo, que atualmente fica justamente em território sérvio. Calhou que o sorteio da Liga dos Campeões da Europa colocou o Liverpool de Shaqiri no grupo C, que tem também o Estrela Vermelha, primeiro time sérvio a chegar à fase de grupos desde a temporada 2010-11.

usive um possível conflito geopolítico.