Prefeito pleiteia recursos para ampliar maternidade e fortalecer rede básica de saúde; ministro promete apoiar

“O município assume toda a responsabilidade da atenção básica, por isso se faz necessário à adequação da maternidade pública”

0
294

Durante reunião com o ministro da Saúde, Gilberto Ochi, que esteve em Porto Velho na manhã de segunda-feira (18) para conhecer o Hospital do Amor da Amazônia, o prefeito Hildon Chaves pleiteou recursos para reforma e ampliação da Maternidade Municipal Mãe Esperança e a implantação da planificação da saúde para o fortalecimento da Rede Básica.

O ministro afirmou que a meta do governo federal é avançar na saúde e, para isso, apoiará Porto Velho no que for preciso para alcançar esse objetivo usando recursos federais em benefício da população.

A deputada federal Marinha Raupp, presente no encontro, também assumiu o compromisso de viabilizar junto ao MS a liberação dos recursos para a reforma e ampliação da maternidade, assim como apoiar a implantação da planificação. “O município assume toda a responsabilidade da atenção básica, por isso se faz necessário à adequação da maternidade pública”, ponderou a parlamentar.

A secretária Municipal de Saúde, Eliana Pasini, frisou que atualmente a população da região que utiliza os serviços da maternidade é maior do que o planejado inicialmente. “Precisamos reorganizar toda a rede básica e principalmente dar qualidade ao atendimento e ampliar a maternidade”, declarou.

Pasini destacou o apoio que vem recebendo da deputada Marinha e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para aderir à planificação. A diretora da maternidade, Marilene Penati, que também esteve na reunião junto com o prefeito e a secretária de Saúde, citou o compromisso do senador licenciado Ivo Cassol em apoiar o fortalecimento da rede básica.

Hospital do Amor
Além de conhecer as instalações do Hospital do Amor, Gilberto Occhi fez a entrega de três caminhonetes a essa instituição de saúde. “Estamos negociando o credenciamento do Hospital ao MS, por isso a importância dessa visita”, explicou Jean Negreiros diretor executivo.

Henrique Prata, presidente da Fundação Pio XII, que administra o hospital, apresentou as instalações ao ministro e aos parlamentares da bancada federal que acompanharam a comitiva.