Polícia Civil e Militar deflagram operação contra o tráfico de drogas

O grupo foi preso transportando num táxi três tabletes de substancia entorpecente com aproximadamente 345 g de pasta base de cocaína.

0
357

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, em ação conjunta com a Polícia Militar, deflagrou nesta terça-feira (22/03), a operação “ADIUNCTURUS” com objetivo de combater o tráfico de drogas nas regiões de São Francisco do Guaporé e Costa Marques. Durante a Operação, foram presas 18 pessoas e realizados 14 mandatos de busca e apreensão. Também foram presos alvos nas cidades de Presidente Médici e Cujubim/RO. Informações policiais revelam que essa era a maior organização criminosa de tráfico de entorpecentes nesta região.

De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Fred Matos, o município de Costa Marques era considerado a base da organização criminosa para a comercialização de entorpecentes. “É importante mencionar que as investigações iniciaram em janeiro de 2018 e durante esse ínterim, a polícia foi identificando os suspeitos e os locais para planejar e deflagrar a operação de hoje”, explicou Fred.

O grupo criminoso era estruturado, os membros planejavam suas atividades para realizarem, alguns até se passavam por prestadores de serviços e atuavam com empresas e lojas de móveis usados com objetivo de despistar o envolvimento com o tráfico e comercialização de drogas na região fronteiriça com à Bolívia.

Segundo a Polícia, a operação foi realizada com três frentes de investigação: a primeira com a prisão de Cláudio Nascimento da Silva, vulgo “Paulista”. Este foi preso no município de Novo Horizonte com pouco mais de um quilo de substância entorpecente do tipo maconha. Paulista, como é conhecido, era empresário no ramo de marcenaria e móveis planejados.

O segundo caso, quatro pessoas foram presas e identificadas como Laudicéia da Silva Xavier, 27 anos, o esposo Joílson Gomes da Silva, 26 anos, que trabalhava com construção, Elivelton dos Santos de Souza, 24 anos, que trabalhava numa Auto Elétrica e Cleiton Jhonatas da Silva Silveira, 23 anos, empresário do ramo de móveis usados. O grupo foi preso transportando num táxi três tabletes de substancia entorpecente com aproximadamente 345 g de pasta base de cocaína.

Já a terceira fase, foi preso Jonas Brito Mendonça, vulgo “TEL”, residente na cidade de Cujubim, Ailton Teixeira e Altair Teixeira, são irmãos e também foram presos na operação ADIUNCTURUS. Vale ressaltar que Ailton Teixeira foi preso em Presidente Médici juntamente com a esposa Fábia Talavera Gomes, dentro de um ônibus interestadual. Já Altair Teixeira, foi preso por meio de mandato de prisão e busca e apreensão realizado em sua residência.

Os envolvidos Juliano Freitas de Souza, 18 anos vulgo “padeirinho”, Magno Rocha, Josiel Pereira Rocha, ”o baianinho”, e Francisco Faustino da Cruz, popularmente conhecido como “kiko”, foram presos nas suas respectivas residências. Durante ação, foram apreendidos balanças de precisão e objetos de procedência duvidosa. Na residência de Baianinho foi apreendida uma arma de fogo do tipo garrucha.

No município de Costa Marques, houve busca e apreensão em quatro residências e quatro pessoas foram presas as quais foram identificadas como Edilson Alves de Souza, Manoel Santana da Silva, Mario Soliz, Eudes Brito Azevedo da Silva. Os acusados também responderão por crime de associação criminosa ao tráfico de drogas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here